ENQUANTO NÃO SAI A NOTA OFICIAL DA PREVI

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Enquanto aguardamos notícias do Conselho Deliberativo da PREVI, que pode sair a qualquer momento, dando conta dos estudos técnicos e da posição final do órgão a respeito da proposta do superavit, vou mostrar cinco fotografias do Congresso da Abrapp de Recife.

E´ que neste instante estou fazendo minha prestação de contas para a AFABB - RS e aí me lembrei das críticas e das insinuações que recebi na época a respeito da viagem.



Acima estão fotos do hotel que parei (tenho do armário sem porta, mas achei feia demais para o meu blog),  do meu contato com o Ministro do STJ, dr. Luís Felipe Salomão, do momento em que postava comentários no blog no computador do congresso e  a do superintendente da Previc, que já saiu no blog.

Importante ressaltar que o Ministro Salomão foi aplaudido pelo plenário quando falou que causava mal estar nos Ministros quando a PREVI alegava desequilíbrio atuarial no plano (quebra da PREVI) em ações de pouca repercussão econômica-financeira, como se os Ministros não soubessem fazer conta.

22 comentários:

Jorge Teixeira - Araruama (RJ) disse...

Colega Medeiros,
Tendo em vista que Você conhece muito bem o funcionamento da Previ, agradeceria se informasse sobre a possibilidade de ser disponibilizada uma simulação individual, a ser enviada para a residência de cada um, informando os valores que o associado teria direito na hipótese de aprovação do acordo. Acabaria de vez com as dúvidas e especulações existentes. Seria um subsídio superinteressante que contribuiria para uma votação plenamente consciente quando da realização do plebiscito. Caso Você concorde com a sugestão envie, através dos seus amigos influentes, para análise da direção do nosso fundo. Ficarei no aguardo de sua breve e importante manifestação.

MEDEIROS disse...

Jorge, não acho que será possível, eles estão por demais atrapalhados e a confusão impera em nossa PREVI. Claro que uma simulação dessas seria ótimo. Vamos aguardar. Quinta feira farei um exame mais detalhado dos efeitos da votação e vou abrir o meu voto.

Anônimo disse...

FAVOR PUBLICAR

1 – ESTA APROVAÇÃO SÔBRE SUPERÁVIT VAI PASSAR, SIMPLEMESTMENTE PORQUE O BANCO QUER. NÃO ADIANTAR ESPERNEAR E CORNETAR.
2 – NÃO SOU CONIVENTE COM O PATROCINADOR, RESPEITO O VOTO DOS OUTROS, MAS O MEU VOTO É SIM, PELOS MOTIVOS ELENCADOS ABAIXO:
A) RALO DESDE 14 ANOS, BOM OU RUIM 20% NÃO SÂO DE JOGAR FORA, E NÃO CAEM DO CÉU. QUERO APROVEITÁ-LOS ENQUANTO POSSO.
B) NINGUÉM PAGA MINHAS CONTAS.
C) DESDE O PDV EM 1995, SÓ DEUS E MINHA MULHER, SABEMOS O QUE PASSAMOS DENTRO DE MINHA CASA = SERASA, CHEQUE SEM FUNDOS, VIRADAS DE CARA, IMAGINEM CIDADE DO INTERIOR!!!!!!!!!!
D) DEPOIS QUE SAIMOS DO BANCO, NÃO VALEMOS NADA. ATÉ MESMO PARA NOSSOS PRÓPRIOS COLEGAS E PARENTES COM RARAS EXCEÇÕES.
E) TINHA UM COLEGA QUE TRABALHOU NA DG NO RIO DE JANEIRO, PESSOA ABASTADA, DO INTERIOR DE MINAS, ROCEIRO, QUE VOLTOU FALANDO CARIOCA. FUI TROCAR UM CHEQUE COM ÊLE. NA BUCHA DISSE-ME: TENHO O DINHEIRO, MAS NÃO TROCO CHEQUE PARA NINGUÉM. IMAGINEM COMO ME SENTI E ISTO TRABALHEI COM ÊLE E SE COLETASSE O CONFETE QUE ME JOGAVA, DARIA PARA ENCHER UMA CARRETA. CERTAMENTE QUANDO MORRER O DINHEIRO VAI DENTRO DO CAIXÃO COM ÊLE.
F) SAI NO PDV E CONSEGUI-ME APOSENTAR PELO INSS E PREVI. SE O BANCO LEVAR OS 50% DELE, TAMBÉM QUERO O MEU, POIS APOSENTADO EXTERNO, PAGA A PARTE PATRONAL E PESSOAL. JÁ SOLICITEI ADVOGADO NO RIO, PARA ESTUDAR O CASO.
G) TEM MUITA GENTE QUE DÁ UMA DE SAPO: JOGUEM-ME NA PEDRA!!!! JOGUEM-ME NA PEDRA!!!! MAS QUEREM É CAIR NA ÁGUA.
H) APOSENTADOS: DIREITOS, JUNTO À PREVI, QUE PODEMOS REIVINDICAR JUDICIALMENTE:

1 – CESTA ALIMENTAÇÃO. (retroatividade no máximo aos últimos 05 anos, contados do ajuizamento da ação).
2 - RMI (RENDA MENSAL INICIAL). PARA QUEM ENTROU SOB A VIGÊNCIA DO ESTATUTO 1967/1972 E SE APOSENTOU APÓS 01/01/98. (retroatividade no máximo aos últimos 05 anos, contados do ajuizamento da ação).
3 – RENDA CERTA (DEVOLUÇÃO DAS CONTRIBUIÇÕES A PARTIR DA 360, CONSIDERANDO INCLUSIVE O PERÍODO DA APOSENTADORIA).
4 – POSSIBILIDADE DE AÇÃO FUTURA - DEVOLUÇÃO PARA OS APOSENTADOS EXTERNOS, EM IGUAL PROPORÇÃO, DAQUILO QUE O PATROCINADOR VIER A UTILIZAR PARA SI, DO SUPERÁVIT PARA REVISÃO DO PLANO 1.(após o início do benefício, o aposentado externo contribui para a Previ, tanto com a parte patronal como a pessoal, portanto, o Superávit construído após este evento (aposentadoria), no caso de uso pelo Patrocinador, deverá ser destinado ao aposentado externo, em igualdade de condições e proporções.


I) TENHO CERTEZA QUE ALGUM ENGRAÇADINHO IRÁ FAZER CHACOTA DE MINHAS COLOCAÇÕES.

ernandez2008 disse...

A sua foto do perfil do blog voce ainda tinha uns cabelinhos escuros, mas agora estão igualmente aos meus.

Anônimo disse...

Colega, ninguém vai fazer chacota com os seu desabafo! Sou pensionista e a minha vida não foi diferente da sua!Vou contar lhe somente uma das varias passagens triste que tivemos: Meu marido ficou internado em São Paulo para se tratar de uma hepatite medicamentosa , quando voltamos fui ao banco para receber o seu ordenado, pois ele se encontrava muito doente! Cliquei no saque; apareceu saldo insuficiente! Fui conversar com o gerente, sabe o que me respondeu? O BB tirou para pagar o cheque especial! Ficamos sem ordenado por dois meses e chques caindo! O BB não tem um pouquinho de consideração pelos seus ex funcionarios! Se ficasse aqui escrevendo daria um livro! Eu quero o meu superavit e já!!!!

MEDEIROS disse...

Ernandez, não só os cabelos estão branqueando como escasseando. Tudo por conta do blog. Não tenho tido tempo de cuidar deles, com uma tintura ou shampoo. Afinal 72 anos...

Anônimo disse...

Prezado Doutor.
Reina entre aposentados e pensionistas, profundo desconhecimento do Regulamento da Previ e assim, poucos compreendem o que são os benefícios que estão para ser concedidos, como a perenidade do benefício especial de proporcionalidade e a perenidade do beneficio especial de remuneração. Não compreendem sequer o que é "Benefício Mínimo", que agora passará a ser 70% da Parcela Previ. Acho até que a maioria não sabe que agora, em dezembro, vocês todos, aposentados ou pensionistas, terão 240% sobre o Benefício ou Pensão, pois não sabem que doze parcelas de 20% é igual a 240%. Não conseguem compreender o que será receber todo mês por 5 anos mais 20% sobre seu benefício ou pensão. Não é percentual de se desprezar. Mas, já ouvi, aqui na Previ, que vão preparar cartilha debulhando tudo, mas se não aprovarem não receberão nada, enquanto o Banco tem o Governo, a CVM e a Resolução 26 ao lado, para já no Balanço apartar o que considera dele, sob pena de intervenção na Previ. Se o doutor não crê, fale com o Secretário da PREVIC ele pode confirmar que a Previ está mesmo correndo o risco de intervenção. (Não me identifico pois trabalho na Previ e empregado não pode usar internet para isso).

MEDEIROS disse...

Olha, acho que não precisaria de anonimato, pois você está fazendo o jogo do teu diretor. O que voce fala é verdade no sentido de que estão preparando uma cartilha, mas não é verdade quando diz que se não for aprovado "essa maravilha que os aposentados e pensionistas não estão sabendo sequer calcular", ninguém receberá nada e o banco contabilizará o superavit. Não é assim e não faça mais terrorismo por favor. Diz para teu diretor. Quanto à intervenção sempre é possível, já aconteceu uma vez e pode acontecer de novo, mas por culpa exclusiva da diretoria e aí vou torcer para que deixem os bens dos diretores indisponíveis por muito tempo. Terrorismo vindo de dentro da Previ, não. Por favor.

Anônimo disse...

Prezado Dr Medeiros,

Providencial e oportuna sua intervençao. Entáo é assim: praticam apropriaçao indébita e chantageiam??? Francamente já vi gente muito melhor cuidando de nosso patrimonio.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Êta Gaúcho Macho, é por aí mesmo.
Que maior falta de respeito com os que, com muita dignidade, ajudaram a alçar a Previ como o 25º Fundo de Pensão com suas CONTRIBUIÇÕES MENSAIS POR MAIS DE TRINTA ANOS (quase 40), juros de Empréstimos Simples, Carim, Capec. E
o aumento do salário, olha, como dizia o Profº Raimundo (Chico Anisio), uma merreca.
Boa Doutor!!!!

Anônimo disse...

Sendo assim, posso usar verba B823 BASE CASSI para calcular minha merreca?
fernandacardoso@superonda.com.br

Anônimo disse...

Deus do céu!!! Era que o faltava... PREVI tentando fazer terrorismo (será mesmo alguém da PREVI? Afinal, pode ser alguém do BB tbm). Pura inocência!!! Afinal, quem é o maior interessado nesse acordo? Nós aposentados? Quem está com a faca no pescoço, literalmente? Nóa, aposentados, já estamos na tábua da beirada há mto tempo. Com ou sem essas migalhas propostar, sobreviveremos. Qto ao banco, terá de explicar as falcatruas feitas ao mercado. Será que conseguirá? Só depende de nós saber. Abraços, Anderson.

Anônimo disse...

Caro Dr.Medeiros.

Parabéns pela brilhante resposta ao ANONIMO das 18:28. Depois dessa, eu fico mais convicto que o Banco não tem direito algum sobre o SUPERAVIT. Estão em total desespero caso a aprovação não seja concretizada. Vão ter que prestar contas até para organismos internacionais pela usurpação de direitos dos velhinhos aposentados.

Anônimo disse...

Olá anônimo, empregado da Previ.

Se a Previc intervir na Previ, será ótimo, pois obrigará os dirigentes da nossa Caixa de Previdência justificar os "ocorridos" e distribuir imediatamente o superávit.

Já notaram que na Previc e Previ só muda o "c"? O "C" deve significar "consumismo". Pois se consome uma grana alta dos fundos de pensões, para mantê-la.

Pensionista sem voz... disse...

Se ainda me restava alguma dúvida, agora mesmo é q voto NÃO. Depois dessa chantagem e terrorismo sem vergonha, dá pra termos uma idéia ainda melhor de quanto o banco está desesperado.

Parabéns, Doutor Medeiros, pela pronta e incisiva resposta ao essa lamentável tentativa de terrorismo.

Anônimo disse...

O recadinho do anônimo da Previ não tem nenhum sentido é pura pressão, ele deve estar no meio daqueles agraciados no Superávit de 2007 e quer levar vantagem novamente, mas não vamos deixar o voto é não. A Previ pode realmente sofrer intervenção pois ~lá tem um bando de bandidos, como ele.

bigsaranha disse...

ALÔ DR. MEDEIROS:

Já mandei engomar meu lenço vermelho!!! Estou de prontidão!!! É só convocar-me! E vou de avião e fico num bom hotel, pois tenho recurso para tal! Mas, no que é meu a corja das trevas não põe a mão. Já estou na briga. E, mineiro, tem aquele assunto da boiada...

Russel Furtado dos Santos

Belo Horizonte

Anônimo disse...

O ANÔNIMO DAS 15.47H É UM CARA MUITO INDIVIDUALISTA, QUE SÓ PENSA NELE E NÃO NO COLETIVO. DESCULPE AMIGÃO PELA MINHA COLOCAÇÃO: REALMENTE VOCÊ DEVE TER PASSADO SUFOCO, A PONTO DE NÃO TER MORAL PARA TROCAR UM CHEQUE COM UM EX-COLEGA SEU. POR TUDO ISSO É QUE DEVERIA TER APRENDIDO A NÃO OLHAR SOMENTE PARA O SEU PRÓPRIO UMBIGO. ACHO QUE MUITOS DE NÓS APOSENTADOS JÁ PASSOU POR ALGUM TIPO DE DIFICULDADE DENTRO DO BANCO. MAS UMA COISA É CERTA CONCLUIMOS ACIMA DE TUDO QUE NESTAS HORAS A SOLIDARIEDADE TAMBÉM FAZ PARTE DO JOGO.
QUE DEUS LHE ILUMINE E GUIE!

APOSENTADO DE SALVADOR-BA

Anônimo disse...

Esse cara só pode ser do Banco, pois afinal, pelo que eu sei, na PREVI não tem empregado tercerizado são todos oriundos do Banco é ou não é?

Anônimo disse...

Pessoal, com o devido respeito a opinião de cada um. O banco joga com tudo isto que foi revelado nas conversas deste e outros blogs - a maioria tem pressa e quer a grana logo. Essa grana já é nossa, tenham paciência, vamos jogar um pouco. Não aprovem. É preciso explodir com essa falcatrua e as próximas, a mão grande vai estar agindo daqui para frente, ficou muito tentador, é muito dinheiro. Que venha logo a intervenção da PREVIC - tomara lá existam pessoas que saibam fazer o seu trabalho e que por algum motivo se atrasaram para começar. Volta inestimável colega João Rossi para espetar a paleta desse "clubinho de notáveis"?

DE TANTO ACREDITAR disse...

observem na letra da música abaixo descrita quanta similaridade pode exisitir entre ela e o nosso relacionamento com o BB. Que seja então o nosso hino, a nossa música para o BB.


Às vezes parecia que, de tanto acreditar
Em tudo que achávamos tão certo,
Teríamos o mundo inteiro e até um pouco mais:
Faríamos floresta do deserto
E diamantes de pedaços de vidro.

Mas percebo agora
Que o teu sorriso
Vem diferente,
Quase parecendo te ferir.

Não queria te ver assim --
Quero a tua força como era antes.
O que tens é só teu
E de nada vale fugir
E não sentir mais nada.

Às vezes parecia que era só improvisar
E o mundo então seria um livro aberto,
Até chegar o dia em que tentamos ter demais,
Vendendo fácil o que não tinha preço.

Eu sei -- é tudo sem sentido.
Quero ter alguém com quem conversar,
Alguém que depois não use o que eu disse
Contra mim.

Nada mais vai me ferir.
É que eu já me acostumei
Com a estrada errada que eu segui
E com a minha própria lei.
Tenho o que ficou
E tenho sorte até demais,
Como sei que tens também.



Letra da música "Andrea Doria" de Renato Russo

Anônimo disse...

Aqueles que dizem ter certeza de como será o cálculo poderão ter uma surpresa quando a área técnica fizer a sua interpretação do memorando.

Interpretação mesmo, porque ali se permite várias interpretações.

Minha aposta é que o benefício mínimo temporário seja mesmo benefício temporário mínimo. Assim: 20% para todos e não menos que $ 590,41 (30% da PP).

Se não for isso, um colega que ganhe $ 1.400 (20% = $ 280.00) e outro que ganhe $ 787,22( $ 1377,63 - $ 787,22 = $ 590,41), o que seria um completo absurdo.

O termo do acordo foi mal redigido, os "caras" terão de consertá-lo na marra e dirão: é isso aqui e pronto, vocês (nós) não sabem de nada.

Sou o Washingtom Lopes e não entendo porque a cisma com os anônimos, qualquer um pode colocar qualquer nome aqui mesmo...