NOTICIAS SOBRE O SUPERAVIT ( ALEIJÃO )

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Pouco se soube a respeito da reunião do conselho deliberativo da Previ.  Os conselheiros estão fechados em copas. Não entendo porquê, já que o assunto requer transparência.

Parece – PARECE – que amanhã, já de posse dos estudos técnicos, o conselho deliberativo se reunirá virtualmente e afinal decidirá a favor do termo de compromisso e do memorando de entendimento que recebeu das entidades signatárias e do BB, além dos eleitos da Previ.

Os estudos técnicos são apenas para checar números.  Não existe , ao que consta, nenhuma possibilidade de mudanças ou melhorias, mesmo que a interpretação de alguns ítens, como o do benefício mínimo, que virou benefício mínimo temporário, exigissem uma redação melhor, pois dúvidas existem.

O BB parece que, realmente, tem pressa, como uma reportagem do Valor Econômico dá a entender, porque está em jogo enquadramento do banco em limites mais condescedentes na famosa LEI DE BASILEIA.  A reportagem chega a falar que o acordo vai propiciar melhor posicionamento jurídico do BB perante o acesso ao superavit da PREVI, quanto menos limites tiver, melhor para o banco.

Vamos aguardar maiores esclarecimentos e detalhes.

Acompanho essas decisões da Previ há muitos anos.  Nunca vi uma redação tão defeituosa e tão confusa.

Inegável que os colegas mais necessitados conquistaram valores expressivos para melhorar o seu Natal e ajudar no pagamento do empréstimo simples e da Carim. Inegável também que o acordo poderia ser muito melhor e mais abrangente, pois a condição a que o BB estava submetido era única. Inegável, ainda, que a salvaguarda jurídica contra a resolução 26 poderia ser expressa.

Acho que o novo dia D será na quarta feira, se não for amanhã à tarde., quando o conselho deliberativo avalisará o acordo e o submeterá ao plebiscito já anunciado de 9 a 15 de dezembro.

Uma coisa é certa. Qualquer que seja o andamento da carruagem os colegas tem plenamente assegurado o SUPERAVIT JÁ. Se aprovado na votação, esse que está aí no acordo.  Se reprovado na votação, virá de imediato um ainda melhor. Quem viver, verá.

Portanto, DELENDA CARTHAGO.

25 comentários:

Anônimo disse...

Caro Medeiros, não tenho a menor dúvida de que devemos nos posicionar contra o acordo. Já disse aqui e repito, nunca estivemos em uma posição tão vantajosa para negociar. Insisto: devemos aproveitar esses dias que antecedem a votação para darmos mais ênfase a esse aspecto. Definitivamente, o BB precisa desse acordo ainda neste ano. A reportagem do Valor Econômico só confirma isso. A nossa (?) "querida" ANABB, mesmo questionada por mim 3 vezes, se recusou a divulgar as verdadeiras razões que fizeram o BB nos procurar para resolver a questão do superávit. Como vc bem disse, para muitos de nós, esse dinheiro será a salvação. Mas isso não pode vendar os nossos olhos. É nisso que o BB aposta. Pessoal da ativa, e principalmente os aposentados, vamos acordarrrrrr!!!
Abraço, Anderson

Anônimo disse...

Dr Medeiros,
que tal então fazermos campanha pelo voto NÃO ? Segundo sua opinião , se reprovado , virá um plano melhorado de superávit !
Paulo Cirne

Rubem Tiné disse...

Pelo andar da carruagem, este acordo já está aprovado, de 9 a 15.12, ativos no sisbb, aposentados e pensionistas no 0800, É so pra formalizar.

ÔXENTE, TCHÊ, que em tupi-guarani quer dizer: DELENDA CARTHAGO.

Anônimo disse...

Prezado Doutor,
Data Vênia, mas o Doutor conhece o Banco... Acha que ele assinaria qualquer acordo que viesse com "a salvaguarda jurídica contra a resolução 26" Queira me perdoar o atrevimento, mas se o Doutor fosse o Consultor Jurídico do Banco certamente não assinaria.

Anônimo disse...

Se o acordo não for aprovado pelos participantes, com certeza o Banco apresentará uma proposta melhor. O Banco está em apuros pessoal. Ele tem que resolver esse pepino até 31.12.2010.

MEDEIROS disse...

Data vênia, não só acho, como tenho absoluta certeza de que o BB aceitaria a ressalva, pois o banco precisa do acordo para regularizar a contabilização até 31.12.2010. Além do que, juridicamente, ressalva é só ressalva, somente serve para a parte que fez.

MEDEIROS disse...

Sobre a campanha pelo não, seria desvirtuar o objetivo pelo qual criei o blog, que é o dos aposentados e pensionistas ter um órgão de informação a tempo presente, um órgão de opinião e um órgão de pressão pelo superavit. Assim, dou a minha opinião honesta e sincera, mas também, como sempre disse, respeito a opinião alheia. Nesse sentido o blog é imparcial. Espero que respeitem esse direcionamento. A propósito lembro a última votação da CASSI. O BB dizia que tinha chegado no limite. Não houve aprovação e o BB consentiu em novos avanços. Recordam ?

Mauricio disse...

Quem acompanhou a votação para as mudanças no estatuto em 97 sabe do que o Medeiros esta falando.
Após a derrota na 1ª votação, o banco fez várias "concessões" para a 2ª votação.
Quem está "desesperado" e precisa urgentemente deste acordo é o banco.

Mauricio Furtado
PAQ 2000

Lázara Rabelo disse...

Dr. Medeiros,

Concordo 100% com a sua frase:"Se reprovado na votação, virá de imediato um ainda melhor. Quem viver, verá" Estamos vivendo um momento muito importante. Chamo a atenção das pensionistas, declarando votos no "SIM", por R$ 1.377,00 mensais,por seis anos ou menos , se o Banco assim decidir. Fiquem espertas, seus finados devem ter contribuído muito para formar este formidável patrimônio da Previ. Vocês tem de lutar é pela pensão integral, como é paga pelo INSS.
O Banco está acenando com alterações estatutárias. Vocês acham mesmo que eles vão dar alguma atenção para nós, após os 120.000 participantes do PB1, aprovarem tal acordo???, votando "SIM"? Oh! santa ingenuidade!
Estou entre os 28.800 aposentados que até hoje, não receberam um centavo dos superávits já distribuídos.
Esperava que desta vez, pelo menos parte das distorções fossem corrigidas, implantando os 360/360, volta das contribuições dos ativos, correção do índice das pensões, cesta alimentação e um aumento para todos, com piso e teto. E que temos?

Declaro meu voto eh "NÃO".

Anônimo disse...

ENTENDO PERFEITAMENTE A POSIÇÃO DO DR.MEDEIROS. ACREDITO PIAMENTE QUE ELE VOTA PELO SIM. CONTUDO SE A MAIORIA APOIAR O NÃO E SAIR VITORIOSA, ELE NÃO FICARÁ NADA INSATISFEITO PORQUE SABE BEM QUE A NÃO APROVAÇÃO NOS SERÁ APRESENTADO UM NOVO ACORDO, QUE COM CERTEZA SERÁ MAIS JUSTO, NOS TRAZENDO ASSIM MUITO MAIS VANTAGENS.
SAUDAÇÕES A TODOS.

SALVADOR-BA

MEDEIROS disse...

Maas quem é que disse que eu voto pelo sim ? Vou rev elar meu voto após a manifestação final do conselho deliberativo. Poderá ser pelo SIM, pelo Não e até quem sabe pela ABSTENÇÃO. Vou estudar com carinho. Prometo.

Anônimo disse...

BEM PELO ANDAR DA CARRUAGEM; PARECE QUE A NOSSA SAÍDA É VOTAR "NÃO "; POIS O NOSSO ALGOZ (BB) PRECISA DO ACORDO. POR FAVOR PESSOAL; VAMOS AGUENTAR UM POUCO MAIS. EU TAMBÉM NECESSITO QUE VENHA ESTA AJUDA E COMO PRECISO ; VAMOS SOFRENDO MANTER A NOSSA DIGNIDADE; JÁ QUE O NOSSO ALGOZ JÁ PERDEU O RESPEITO PARA CONOSCO; EU INFELIZMENTE TIVE O DESPRAZER DE ENFRENTAR O MALDITO FHC COMO GOVERNANTE E ELE RALOU TODO MUNDO QUE VIVEU AQUELE DESGOVERNO. NÃO VAMOS SEGUNDO O MEU ENTENDIMENTO ENTREGAR A RAPADURA COMO SE DIZ AQUI NO SUL. QUEM AGUENTOU ATÉ AGORA NÃO VAMOS NOS AFOBAR PARA ENTREGAR. VAMOS ATENTAR PARA A OPINIÃO DE PESSOAS QUE TEM MUITO MAIS CONHECIMENTO QUE NÓS DESESPERADOS. RACIOCINEMOS MUITO BEM PARA NÃO NOS ARREPENDERMOS. ELES PARA OBTEREM MUITO MAIS DO QUE NÓS ( NÃO TEM NEM COMPARAÇÃO ); ESTÃO POR ENQUANTO OFERECENDO A MIGALHA PARA NÓS (FAMINTOS). A CHO QUE AINDA PODEMOS RESISTIR. POR FAVOR CONCLAMO TODOS OS QUE PRETENDEM VOTAR QUE NÃO NOS AFOBEMOS. VAMOS DE , EU NÃO ANÔNIMO. HELENO PINTO NOBRE ; MATRICULA 3.984.740-3. CADA UM PORTANTO TEM A SUA CONSCIÊNCIA E AJA DE ACORDO COM ELA. DESCULPEM O MEU DESABAFO. ESTAMOS COM CERTEZA TODOS NO MESMO BARCO; TEMOS QUE REMAR JUNTOS PARA O MESMO LADO PARA TENTAR ALCANÇAR ALGO MELHOR. UM FORTE ABRAÇO PARA TODOS OS SENSÍVEIS APOSENTADOS E PENSIONISTAS CARENTES. ESTA É A MINHA HUMILDE OPINIÃO.

Anônimo disse...

Dr Medeiros, por favor me responda!!!
Se Votarmos pelo Não quando veremos esse dinheiro? Daqui há uns 20 anos?
Não estou entendendo mais nada!!Ajustiça é muito lenta e estamos em idade avançada!!!!
Obrigada, Pensionista

Anônimo disse...

Prezado Doutor Medeiros

Esta distribuição de superávit, foi importante para sabermos por exemplo que 5 mil pensionistas recebem o piso mínimo da Previ.

Foi importante também para registrar que acordos nem sempre são cumpridos,todas as reuniões foram feitas em cima de uma pauta de reinvindicação e termino com acordo desconhecido,confuso e sem relação com a nossa realidade.

Meu voto é pelo "NÃO" compactuar com essa farsa, é a mesma coisa que servir de "AVALISTA" para essa operação do Banco do Brasil,onde ele leva a vista 7.5 bilhões.

O que os Negociadores ganharam, ainda não sei, mas o tempo mostrará a verdade.

Esse termo de compromisso é apenas para dizer:

Vamos continuar a luta? Vamos brigar por melhorias? Esse Conselho Deliberativo não foi capaz de implantar nem um ES MELHORADO, depois dos 69 anos criou-se mais uma vez desigualdades, entre os mais jovens e os mais velhos.

De fato Colega Medeiros,estamos sozinhos nesta jornada,e creio que AFABB-RS deveria disponibizar na integra como foi essa farsa, ou se ouve mesmo negociação,porque ao que me parece, foi apenas um documento em que colocaram as assinaturas.

Já estava pronto,as cartas já estavam marcadas, e os jogadores sem coringa.

Respeitosamente

Amadeu Tamandaré

Anônimo disse...

MEDEIROS

A PREVI PARA ESTUDAR A VIABILIDADE DO EMPRÉSTIMO SIMPLES DEMORA UNS 9,10 MESES E PARA VIABILIZAR UM ESTUDO TÉCNICO DE 15 BILHÕES DE REAIS O FAZ EM MENOS DE UMA SEMANA?.

SERÁ QUE TRABALHARAM DIA E NOITE? MADRUGADAS INTEIRAS, OU CONTRATARAM UMA TERCEIRAZADA PARA EXECUTAR O TRABALHO?.

FICA A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR!!!.

Anônimo disse...

Doutor Medeiros.

De 09 a 15 de dezembro:

VOTAÇÃO

O Senhor como homem dos tribunais,de grande influência no nosso meio, conhecendo bem os tramites que envolve uma aprovação bilionária,acredita mesmo que há chances deste dinheiro sair dia 20 de dezembro?.

A folha da Previ é rodada até o dia 14 de dezembro,a votação encerra dia 15 como isso seria possível?

O Senhor acredita que o Conselho aprovaria uma especie de adiantamento destas 12 primeiras parcelas.

Seria essa a carta na manga do BB e da Previ?.

Para consagrar o acordo dia 15 de dezembro?.

Paulo Beno disse...

O BB está muito apurado !
Sua Diretoria sabe das encrencas e enrrascadas contábeis e valores distribuídos que se meteram.
Agora o bicho vai pegar !
Devemos votar "NÃO", para que o BB melhore a distribuição do que é nosso (dinheiro, superavit, melhores condições e melhores benefícios)!
QUE SITUAÇÃO...Para nós melhorarmos o que é nosso (sempre foi!), temos que "salvar o BB de suas trapalhadas e trapaças contábeis"...

De novo, os velhos "cabeças brancas" vão ter que salvar o BB, PORÉM AGORA, COBRANDO O QUE É NOSSO...

Votemos NÃO, para as propostas melhorarem...

MEDEIROS disse...

Calma, é preciso saber d Previ quando é a previsão de recebimento dos valores. O que corre é que, em qualquer hipótese do resultado da votção, o pagamento da retroatividade ocorrerá em janeiro, para não onerar o resultado do BB no balanço de dezembro. O BB precisa contabilizar, para isso precisa de nossa aprovação. O que já conquistamos, já está na mão. Poderá melhorar. Por exemplo, poderá vir com o INSS.

Anônimo disse...

Parece aquela votação da Cassi, onde o que se queria era implantar a qualquer custo para o associado a participaçao em exames, daí fizeram 02 consultas aos funcionários.

Vamos pensar melhor: Quem votando não agora a outra propostas não melhore. E como disse o Medeiros que não entra a parte do inss para todos...

Vamos votar não, quem está precisando do acordo é o Banco, pois caso contrário não haveria esta correria toda.
como bem lembrou um colega, se fosse implantação do empréstimo simples, talvez demoraria até junho nas mãos do Sasseron.

Anônimo disse...

Gente, o Marcos Cordeiros tem razão, tá tudo dominado.


Será que sindicatos, cut, federãções,confederações, associaões e tantos ões que tem por ai, não estam vendo que este acordo só beneficia a empresa de economia mista BB.


Voto não. Se querem sim melhore o acordo.

Anônimo disse...

Dr Medeiros,
Confiamos no Senhor.Agradecemos seu empenho e sua ajuda. Como sabe, grande maioria destes aposentados, assim como eu, nunca se preocupou mt em se informar e acreditava sempre que pela tradição do BB e Previ nós sempre podíamos ficar tranquilos que td que era de direito vinha naturalmente para as nossas mãos. Mas, agora c essa do superavit, vemos que não é bem assim...

Anônimo disse...

VOTAR PELO SIM OU PELO NÃO? EIS A QUESTÃO!!! Eles, os dirigentes do Banco e da Previ, após terem criado o famigerado benefício RENDA CERTA, estão prestes a criar outro monstrengo, os 20% destinados ao pessoal da ativa. Nada contra os funcionários da ativa mas, só vejo isso com o objetivo da aprovação pela maioria das propostas iniciais. Há muito já estão cientes que os aposentados não comparecem às votações. Por isso criaram essa mais essa aberração.

Anônimo disse...

Caro Medeiros:
"VOTO NÃO, PORQUE QUERO MEU DINHEIRO DE VOLTA", àquele que contribuí, como cota patronal que me foi imposto desde 03/1997, quando saí pelo "Plano de Adequação de Quadro".
Caso não me beneficiem ( e, à muitos outros colegas na mesma situação), solicito desde já seus préstimos profissionais como advogado, para resolver esta questão de direito. Peço seu e-mail.
Obrigado-
Clécio Olavo Bastos- 2.103.180-0
clecioolavo@gmail.com

Anônimo disse...

Precisamos votar não, mas como conseguir adesão dos funcis da ativa?
De acordo com o noticiário, a inflação só do mês de setembro nos supermercados já está em 9,6%. Portanto não se iludam com essa merreca de 20%. Isto é um açoite para os aposentados.

Elenita disse...

Sou aposentada do Banco.
Naquela votação do último superavit meu aumento foi de 8 centavos. Acho que fomos enganados.
O que vou escrever talvez não esteja ligado diretamente ao problema da aprovação deste SUPERAVIT. Mas eu acho que também foi outro assunto por nós discutido com plebiscito. É sobre o Estatuto de 97. Nele houve a alteração de várias coisas que nos prejudicaram mas incluiram nele os maridos como dependente. Foi a única vez que esta proposta surgiu desde 1973, ano em que eu entrei pro Banco. Sempre achei que os maridos não serem dependentes da mulheres era uma total injustiça. Pagavamos CASSI e PREVI prás senhoras de todos os nossos coleguinhas usufruirem deste direitos .Já as nossas colegas infelizes que morreram antes de 1997 não deixaram pensão pro marido.
As pensionistas mulheres estão aí recebendo desde a criação da PREVI. Também não era injusto??? E ninguém estava preocupado com isto. Acho que era problema das mulheres casadas POR ISSO VOTEI NA MUDANÇA DO ESTATUTO (Os itens que nos prejudicavam ninguém nos alertou. A votação devia ter sido feita igual aquela da ANABB onde a votação era por item. Fazer votação global é injusta mas na época foi a única chance que eu tive em corrigir a história dos futuros pensionistas homens)
Estes senhores que querem votar NÃO querem transformar este superavit em ação do Banco Central que não acaba nunca. Acho que se esta ação durar igual a do Banco Central não vou estar viva prá ver como termina. E tenho 57 anos...
Este ano (2010)já vai ter NOVO superavit.
Ano que vem MAIS OUTRO.
Todos vão ter que ser aprovados para destinação.
A PREVI investe, e cada vez aumenta mais seu patrimônio. Ela só está faturando, mesmo entrando em algumas furadas.
Vai ter um dia que eles vão nos pagar direito. Eu acredito. É claro, os ASSOCIADOS E PENSIONISTAS QUE ESTIVEREM VIVOS.
Não achávamos que o Banco era uma mãe!!! Por isso que ele quer a metade...
Ainda vai ter muito superavit pela frente prá ser repartido E espero que nós possamos receber alguma parte destes infinitos superavits que estão por vir.
Esta é a minha opinião!