ALERTA MÁXIMO

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Hoje pode brotar alguma coisa e finalmente a coruja piar. Tem reunião de diretoria na PREVI e na pauta o crédito do superavit.

Será que o silêncio vai ser rompido ?  Será que o suspense vai terminar ?  Será que o clima de terror e de angústia vai acabar ?  Como sou um optimista incorrigível acho que sim. Finalmente - acho - que vamos ter notícias boas.

Mas muita gente acha que não, que o crédito só vem no carnaval. Leiam nos comentários do blog a desesperança campeando.

Não veio o dinheiro para fazer a festa de Natal,  não veio para a festa do final do ANO,  não veio como presente do dia dos reis magos,  qualquer dessas datas o benefício especial seria recebido auspiciosamente. Mas no Carnaval não queremos.  Aí a palhaçada armada seria demais.  Nunca gostei da fantasia de palhaço, nem figurei em nenhum bloco de palhaços.  Não vai ser desta vez. Seria uma bricadeira de muito mau gosto e malvadeza.  No Carnaval, não !  Vem antes. Sem festa para nós, sem glória para os dirigentes.

Dizem também nos comentários, alguns não publiquei, que lá na PREVI eles dão boas risadas de nossas angústias e brincam com as colocações que fazemos.  Também não acredito. Eles sabem que existem vulnerabilidades, que não são intocáveis, que armaram um circo que se o espetáculo de mau gosto continuar poderá terminar mal, o leão poderá comer o domador, o trapezista cair, o equilibrista perder o controle.

A novela do Ronaldinho pode servir de exemplo.  Deu uma grande demonstração de que ele e o Assis são mercenários, só pensam na grana e se julgam incólumes porque guardados por seguranças.  Despertaram o ódio na torcida gremista e agora dona Miguelina, mãe do Ronaldinho, que frequentava a nossa AABB, terá que se mudar de Porto Alegre.  Quero ver o Ronaldinho jogar pelo Flamengo em Porto Alegre contra o Gremio.  Por que isso ?  Por um dinheiro a mais para quem nem tem como gastar o que ganha pelo resto da vida ?  Por ganância ?  Por que gerar o ódio quando poderia ser um herói ?  Os dirigentes da PREVI deveriam pensar nesse episódio.

Me chamaram de terrorista ontem, porque falei do clima reinante.  Não sou terrorista nem negativista apenas refleti o clima e demonstrei que é impossível conviver num fundo de pensão com uma lei de mordaça ou de indiferença.

Continuo acreditando que o crédito do superavit vai acontecer o quanto antes, a Previ está preparada para largar a folha.  Faço pressão e estou comovido com a angústia dos aposentados e pensionistas porque - vejam bem - em sete dias recebi 786 emails solicitando que agisse.  Realmente, não sei ficar impassível ante um número tão grande de aflições. Agora mesmo estou na AFABB RS e o telefone não para.

Despertem diretores e conselheiros da PREVI, desculpem repetir, mas tenho razões para isso, antes que seja tarde demais, e paguem o benefício especial.

DELENDA CARTHAGO - CRÉDITO DO SUPERAVIT JÁ !

53 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns pela publicação Sr. Medeiros!
Fui pensionista até dezembro juntamente com minha mãe, agora ficou minha mãe somente e cheia de dúvidas já que ligar na Previ é praticamente inútil.
O melhor lugar para nós ajudar a entender os acontecimentos da PREVI tem sido o seu blog.
Que Deus continue te iluminando porque o senhor vai longe! Sucesso!

Chico Alves disse...

Meu Caro Medeiros,
No carnaval muitos aposentados, inclusive eu, vão sair fantasiados de Pierrô. Será que o Sasseron vai sair de Colombina?

Anônimo disse...

Para ambos blogs
Pois é pessoal, esta começando a cair a ficha da grande e real possibilidade de nao vir o credito dia 20/01. E ai tem aposentado e pensionista que vai ter que dar esclarecimentos para os cobradores, ja que muitos jogaram suas festes de fim do ano tudo por conta de uma folha de janeiro mais "GORDA" que solucionasse estas debitos e quem sabe ate as contas do inicio do ano.
Vao preparando suas desculpas e explicaçoes para seus gerentes de conta do Banco, quando os cheques pre-datados que deram começarem a "bater" sem fundo. E quando aquela cifra da fatura do cartao por conta das compras natalinas atrasar e os juros cairem como guilhotina nos bolsos. Sem falar que cartao atrasado no BB por dias trava toda a conta pois é o mesmo usado tanto para credito, como para debito.
E quanto a pessoas que disseram: Quem mandou fazer contas por conta do superavit.
Wntao devo lembrar que a Previ em dezembro declarou a possibilidade de pagar ainda naquele mes ou devido a dependencia de terceiros poderia ser somente em janeiro.
É claro, que agora vai ser o grito de "MADEIRA" e uma maioria vai vir ao chao, mas tenham a certeza que a Previ vira também.
Disse tudo isto, mas eu tambem posso aguardar, mas sei de DEZENAS de colegas meus que estao preocupadissimos com tudo isto, por serem meus colegas tambem me preocupo, nao desejo presenciar situaçoes totalmente constrangedoras.

Ernesto Campelo

Anônimo disse...

Meu caro Dr. Medeiros,
Veja que elles(lá da PREVI), postergam o crédito de toda a maneira, acredito que para aumentar a angústia dos velhinhos, quase todos já "embemgalados". Se não creditarem com base no salário de dezembro, vão nos garfar em 6,l4%. Se ficarem demorando demais a bolsa pode dar um piripac e Adeus superavit( tem hora que tenho a impressão que eles ficam demorando esperando isso acontecer) Como se não bastasse o Banco se apropriar, inescrupulosamente de 50% do salário social nos pagos.

Anônimo disse...

Estimado Dr.Jose Medeiros,

Este credito inicial do superavit, ou vem atraves da folha de janeiro, ou TALVEZ tenhamos uma grande surpresa, infelizmente tal surpresa sera RUIM para Previ, BB e a maioria dos votantes do SIM.
Creio que o colega, sempre bem informado e com vasta experiemcia saiba do que podera tratar-se.

Dr. Alexandre Prestes Junior
(advogado, administrador, aposentado, pai, avo, mas nao palhaço)

Anônimo disse...

Caro Dr. Medeiros,
Em meio a essa onda de pessimismo (que é uma forma natural de expressão, tendo em vista aqueles que devem nos manter atualizados, os órgãos oficiais não estão nem aí), eu continuo otimista quando ao crédito o mais breve possível.
O senhor já ouviu falar que a fé remove montanhas.
O nosso Deus é poderoso, Ele não é conivente com quem oprime o povo.
Josué Jorge Jr - PR

Anônimo disse...

Doutor Medeiros.

A previc informa que ainda nao recebeu o processo dos 240% iniciais e também os 20% mensais.

Que qualquer dúvida deve ser dirimidas a Previ,que por sua vez informa estar esperando a autorização da Previc.

Neste amontoado de informações ainda falta a assinatura do Ministério da Fazenda,que também por informações de seu acessor,diz já ter aprovado o Processo.

A previ administra hoje mais de 140 bilhões de reais, quando algum veiculo de informação faz referencia a algum tipo de negocio que envolve o nome da Previ,a equipe resposavel pelas informações trata logo de desmentir com notas explicativas,e bem rapidamente.

Mas quando trata-se 15 bilhões dos recursos superávitarios a pelo menos 3 anos nós aposentados e pensionistas somos tratados como palhaços.

Estamos vendo que nossa classe tem muito colegas advogados,e certamente estão preprando um retaliação a Previ,pois esta situação não pode permanescer,há relatos de colegas que não tem mais como esperar e começa a faltar alimentos,medicamentos,a situação enfrentada após o corte dos limites de crédito por parte do Banco do Brasil tem agravado ainda mais a situação de muitos colegas.

Façam alguma coisa, não estamos mais tratando de aplicações mais sim de sobrevivencia ao extremo.

Grato

Amadeu Tamandaré

Anônimo disse...

Tomara que tenhamos o crédito ainda antes do carnaval!Para podermos rasgar a fantasia, e não tenhamos que esperar para enforcar "Tiradentes"!

Anônimo disse...

Esta Caixa (Previ) devera creditar ate dia 20 de janeiro, caso ao contrario, tenho certeza colega Medeiros que todos perderemos!!
Existe pequenos focos de INCENDIO por toda a parte, inclusive aqui onde me encontro.

Afonso Lopes

Anônimo disse...

Doutor Medeiros

O artigo 33 da Lei Complementar nº 109, de 2001, atribui à Superintendência Nacional de Previdência Complementar – Previc competência para autorizar alterações no regulamento dos planos de benefícios das entidades fechadas de previdência complementar (EFPC), sempre com observância às Resoluções e à legislação aplicável a cada caso.

A ação da autarquia, conforme disposto no artigo 3 da Lei Complementar nº 109, de 2001, tem, dentre seus objetivos, a proteção dos interesses dos participantes e assistidos dos planos de benefícios.

Não teria a AFA-RS autoridade para questionar a PREVIC no sentido de cumprir a lei.

Pela lei 2010 teriamos que resolver a questão do superávit,foi feito um acordo segundo relatos dos dirigentes da mesa de negociação,e um deles o Presidente da AFA-RS, foram feitas reuniões com a Previc,e se as demais instâncias se pronunciaram rapidamente,a Previc não estaria neste momento sendo negligente,pois não esta fiscalizando devidamente os fundos de pensão.

Se puder esclarecer seria bastante oportuno.

Maria do Socorro.

Anônimo disse...

Francamente Medeiros, nunca pensei que ia viver para ler os comentarios desesperados que leio aqui e no blog da AAPPREVI. Sou solidario com estes colegas e deixo aqui tambem o meu protesto a Previ e a tal gestao.
Se eu fosse diretor ou conselheiro da Previ, depois de tudo isto, se em 20 de janeiro nao houvesse o credito eu com certeza me afastaria do cargo, deixando-o a disposiçao.
Ficam dizendo que fulano nao assinou, falta o fulano, e falta isto e aquilo.
Para um bom entendor senhores gestores da Previ, Meia Palavra sempre bastou.
Como sempre disse para meus clientes, durante a audiencia limitem-se em ir direto ao assunto, nao fiquem procurando "guampa em cabeça de cavalo".
A Previ DEVERIA ate o fim desta semana, cito o dia 14, encerrar este assunto do credito, porque tambem esta começando a procurar "guampa em cabeça de cavalo"
Dizia meu saudoso Mestre Juridico e tambem é um velho ditado popular:
QUEM PROCURA ACABA ACHANDO!!

Abraço fraterno ao Dr.Medeiros

Alipio Andrade Farias (tabeliao, aposentado, pai, avo, se for palhaço vai mais gente comigo no bloco carregando uma " tal CAIXA" A CABRESCO)

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

O Sr. deve saber, mais de que nós, pobres aposentados e pensionista, como funciona os meandros das diretorias do BB e Previ. Li há alguns meses, o livro Encol O Sequestro, do engenheiro e ex-dono da Construtora Encol, Pedro Paulo de Souza. Ele conta como a Diretoria do Banco do Brasil, empossada em 1995, por FHC e a Casa Civil da Presidência da República levaram sua empresa a falência. Chama-me a atenção o "MÉTODO" utilizado, a ENROLAÇÃO, fazendo a pessoa acreditar que o crédito vai sair, impedindo a tomada de outras atitudes. É a mesma enrolação que estamos assistindo nesta novela do Superávit. Nota-se, aqueles diretores eram cumpridores de ordens. Alguns cairam outros subiram.E o "MÉTODO" continuou...
Precisamos chegar ao cerne do problema! Não basta tirar Sasserons e cias...

Anônimo disse...

Caro Dr. Medeiros,
Fico feliz que tenho colegas aposentados como voces interes-sados em nos manter informados do verdadeiro pouco caso com os associados que rola nessa Previ, que se sentem desrespeitados como me sinto.
Na verdade,me parece, a promessa do crédito do superavit ainda para o Natal era para que votassem pelo SIM, na ansia de resolverem seus problemas financeiros essa tal maioria votou SIM, só olhando para o valor que lhes seria creditado pela PREVI. Infelizmente foram feitos de palhaços e agora desesperados sem o tão esperado crédito,e pior, a metade desse superavit esta no bolso do BB.
Se tivesse as informações de que voces dispoem adoraria "ligar o ventilador na farinha" dessa diretoria da PREVI. Vamos ver se continuariam a fazer pouco caso ou dando risada da angústia dos aposen
tados e pensionistas a espera do crédito, com a imprensa no seu pé.
Muito obrigada por seu empenho de nos manter informados,
Elisabeth Oste

Anônimo disse...

Cara Dr. Medeiros,
Uma explicação para o modo como o Banco e a PREVI nos trata,(participantes do PB1) com total desdém, talves esteja no texto abaixo,do Blog:
"Protógenes contra a corrupção", de 08/06/2009 - GUARDA-CHUVA E O REI MOMO
Em 1982, em Washington,EUA, um grupo de pessoas se reuniram para elaborar um acordo que levasse a privatizaçôes no Brasil em vários setores, como educação, saude, previdência, empresas estatais, recursos naturais etc.
Parece conto de pessoas tomadas pelo " efeito conspiração", mas a descoberta desse atentado contra o nosso país se deu no desenrolar da operaçâo Satiaghara
No acordo estavam presentes Daniel Dantas, dirigentes do CitiGroup, investidores internacionais e o advogado formatador das decisões, o Sr.Mangabeira Unger, atual Ministro de nossa Republica.
O Dr Protogenes cunhou de " acordo guarda chuva", pois no cabo estariam as pessoas acima e as 160 varetas desse imensa "umbrella" cada uma representaria uma area de interesse dessa gente.
O conhecido "Consenso de Washington" se traduziu na imposiçâo a paises de nossa região, via instrumentalizaçâo por parte das agências multilaterais(FMI, Banco Mundial) a introduçâo de um modelo especificamente voltado aos interesses daqueles que possuem o poder economico, financeiro e midiatico a nivel mundial.
Entre nós, esse modelo introduzido por Cardoso e continuado por Lula, foi nominado pelo prestigiado economista Reinaldo Gonçalves, da UFRJ, de modelo liberal periférico.
Esse modelo tem 3 caracteristicas marcantes, a saber:
Liberalização, desregulamentaçâo e Privatização ;subordinaçâo e vulnerabilidade externa estrutural ; dominancia do capital financeiro.

Observação: Durante o depoimento na CPI, Dr. Protógenes disse que o dinheiro para todos esses investimentos, seria o dos FUNDOS DE PENSÃO. A BrasilTelecom, hoje OI, teria uma cópia deste contrato "Guarda-Chuva".
Se não me engano o ano correto seria 1992, e não 1982.

José Carlos Ferrari disse...

Medeiros, veja a nota que saiu agora no site da Previ. Será gozação?

"Superávit do Plano 1: Implementação da proposta depende de aprovação

A PREVI está acompanhando dia a dia o trâmite de aprovação da proposta de alteração do Regulamento do Plano 1 que trata da utilização do superávit. O material ainda encontra-se no Ministério da Fazenda e, depois de aprovado, será encaminhado à Superintendência Nacional de Previdência Complementar – Previc.

A PREVI só poderá implementar as mudanças depois de aprovadas pela Previc."

Anônimo disse...

Colega Medeiros, REALMENTE é o FIM,
a noticia que deram sobre o superavit no dia de hoje.
É, nao tem mais jeito, continuam com o mesmo e velho discurso, aconselho ao nobre colega, e tambem a quem tiver condiçoes de ajudar afim de achar respostas para resolver esta questao ate dia 14, seja usando contatos, fontes e o meio que for disponivel.
ELES Disseram, meu distinto Doutor, indiretamente, que nao vai ter o credito na folha de janeiro, ou sera que entendi errado? Estarei equivocado?
Entao, torço para estar enganado, mas a coisa vai mesmo tomar um rumo dramatico se o governo nao se pronunciar.

Valdit Camargo Correa

Anônimo disse...

Ah nao, Dr.Medeiros, isto so pode ser sarcasmo, nao é possivel, de NOVO o mesmo discurso.
Desculpe o que vou dizer, mas ELES la da Previ ainda vao infartar alguem.
Nem tenho mais nada a dizer.

Otavio Verduim

Anônimo disse...

É COLEGAS PELA NOTINHA FRIA DA PREVI ESTE MÊS AINDA NAO TEREMOS O QUE COMEMORAR?.

MESMO O BANCO LEVANDO 50%.

SERÁ QUE NÃO HÁ LUZ NO FIM DO TUNEL!!!.

ESTE MÊS ERA MINHA ÚLTIMA ESPERANÇA DE PELO MENOS EQUILIBRAR A VIDA,NUNCA ESPERAVA QUE DEPOIS DOS 64 ANOS INDO PARA OS 65 ANOS EU VIRARIA UM DEVEDOR CONTUMAZ.

ATÉ QUANDO "SENHOR", VOU AQUENTAR ISSO.

toninho disse...

Caro Medeiros.

Nem todos aposentados gozam do previlégio de ter uma vida abastada e facíl. A maioria dos aposentados que passou seu tempo de Banco sendo transferindo pelos interiores do Brasil não conseguiu juntar qalgum patrimônio, pois pedra que rola não junta limbo, e outros por problemas familiares também estão a míngua.
Mas, o mais difícil, é entrar hoje em uma agência BB e escutar piadinhas de colegas da ativa, ter ANC zerado, não ter limite de cheque-ouro ou cartão, e saber que já usaram nosso superávit no PLR. Chorar e chorar não dá mais.....e acho que se continuar assim por mais algum tempo, eu como centenas de aposentados não emplacaremos 2012.

Toninho Bleinroth
Aposentado em 03/2000

Anônimo disse...

Bom é o seguinte, colega Medeiros:
É o Ministerio da Fazenda que esta mentindo entäo?
Ja que a Previ disse que a Fazenda nao aprovou.

Entao OK, gestores da Previ.
Largaram a BATATA QUEIMANDO sob o Ministerio da Fazenda, concluimos que a culpa do atraso é por conta do novo governo OK.

Vamos para cobrança.
Vai ficar feio, hein Medeiros.

Bernardo A.Pontes

Anônimo disse...

Mestre Medeiros, dia 14 é certo que nao vem nada, nem explicacao vai ter.
Agora o risco de tambem nao vir nada no dia 20 aumentou consideravelmente.
Sera que os velhinhos vao passar um dos piores inicio de ano em muitos anos?

Ari Viana

Anônimo disse...

SOS SOS SOS IDOSOS !!!

QUERO VER DIA 20, VAI SER O ESTOURO DA BOIADA DR.MEDEIROS.

DIONISIO FUENTES

Anônimo disse...

A quem interessar possa.
A leitura é longa, mas explica tudo.
http://blogdosbancarios.wordpress.com/tag/previ/

Anônimo disse...

Caro colega Medeiros, como sua ilustre pessoa tomou para si a "bandeira" dos aposentados e pensionistas, diante da situaçao, nao sei que medidas poderao ser tomadas, pois o colega ja viu, que insistem no mesmo discurso.
Penso que o credito no dia 20 esta seriamente ameaçado, isto vau ser a bomba atomica para muitos de nossos colegas.

Um grande abraço Hugo Borba

Anônimo disse...

O MEDEIROS, ACORDA A CASA CIVIL E O PALOCCI QUE A COISA VAI FICAR FEISSIMA...JA, JA...

NILTON BONAT

Anônimo disse...

Prezado dr.Medeiros, espero que o senhor tenha algum contato que possa nos esclarecer o que eles da Previ planejam.
Eu tinha esperanças, mas confesso que acho que vamos todos nadar, nadar e "morrer na praia"
Quero ver no dia 20? Acho que nem quero pensar nesta data, vai ser terrivel.

Abraço Otelmo Araujo

Anônimo disse...

Meu caro Medeiros, voce havia dito:

Será que o clima de terror e de angústia vai acabar ?

Para mim depois da ultima la do site da Previ, agora é CADEIRA ELETRICA mesmo, 10.000 VOLTS, nos velhinhos.
Quantos vao aguentar tal tortura por dias afim?
E dia 20, nem quero entrar na internet.

Lucio Pinho

Perminio disse...

Prezado Medeiros,

Veja a diferença entre PREVI x VALIA,no tocante aos procedimentos para a distribuição do superavit do plano, cfe. descrito no site daquele fundo de pensão:

- dia 12/07/2010:

" Representantes da Diretoria da Valia, do Conselho Deliberativo e da Aposvale se reuniram na última quinta-feira, 08/07/2010, com a direção da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), órgão público responsável pela fiscalização dos Fundos de Pensão, quando deram início às discussões para avaliar mudanças nas regras de distribuição do superávit do Plano de Benefício Definido (BD)."

- dia 17/11/2010:

" Pagamento abono Superávit do Plano de Benefício Definido
A Superintendência Nacional de Previdência Complementar (PREVIC) aprovou, em caráter definitivo, a alteração regulamentar que viabiliza o pagamento do abono extraordinário, com recursos do “fundo de distribuição de superávit” do Plano de Benefício Definido. A Portaria foi publicada hoje no Diário Oficial da União (DOU).

O pagamento será realizado na folha do corrente mês e estará disponível nas respectivas contas bancárias dos participantes no próximo dia 29/11/2010."

Apesar de sabermos das diferenças legais entre os dois fundos de pensão, acredito ser inaceitável que a conclusão do processo se arraste por tanto tempo.

Imagine se o BB tivesse sido privatizado na mesma época da VALE!!!!!!!!!!!!!!!

Perminio Dantas
Goiânia.

Anônimo disse...

Colegas, quanto a ultima noticia deprimente do site da Previ, tenho uma pergunta a fazer:

Alguem anotou a placa do trator que passou por cima de nós?

Acho que agora, quem sabe no Carnaval saia, para sairmos todos de palhaço.

Valdomiro

Anônimo disse...

DOUTOR MEDEIROS

O QUE VAMOS FAZER, NÃO TEMOS MAIS OS CRÉDITOS DO BANCO DO BRASIL, MEUS LIMITES SUMIRAM, MEU CARTÃO DE CREDITO ESTA BLOQUEADO, MEUS EMPRÉSTIMOS VÃO CONSUMIR TODA A MINHA FOPAG DE 20/01/2011 E AINDA TENHO QUE PAGAR ALUGUEL,AGUA,LUZ E COMER ATÉ 20/02/2011.

O QUE FAZER DOUTOR,O QUE FAZER !!!.

Anônimo disse...

Senhor ajude-nós.

Não sei mais o que fazer?.

Estou perdido,sem esperança,minha cabeça não esta funcinando bem, as preocupações tomam conta do meu coração,uma aflição com esta falta de respeito Colega e Amigo Medeiros.

Suporto tudo para que o resto da família não veja que perdi o brilho.

Aposentado sem Esperanças.

Anônimo disse...

É melhor prepararmos os lenços, e também a cama que é lugar de choro.A Previ não vai pagar este mês, se vier acho que vai ser depois do carnaval, quando começa de fato o ano para os Ricos!Esta nota da previ não podia ser mais fria,e jogou um balde de água fria nos velhinhos!
Paulo Segundo

Anônimo disse...

Doutor Medeiros.

Seja sincero ainda há esperanças para recebermos até 31/01/2011.

Anônimo disse...

AH esqueci!Vou já providenciar minha fantasia de palhaço para o carnaval!

Paulo Segundo

Anônimo disse...

Mas Medeiros, sera que vamos mesmo errar tao feio em relaçao ao credito dia 20.
Eu tinha certeza ABSOLUTA que vinha na FOPAG de janeiro.
So que a coisa este realmente um tanto parada e ESTRANHA.(?????)

Humberto Ribas

Anônimo disse...

Querido colega Medeiros, eu ainda acho que vem o credito no dia 20.
Tambem confio nas suas palavras de otimismo, o senhor é a minha grande esperança de recebermos este credito ainda no dia 20.

Paz e bem

Sonia Ribeiro

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,
Notícias - no site da Contraf-Cut
11/01/2011
Estudo mostra que BB seria o mais afetado pelas novas regras de Basileia 3.
Um estudo produzido pela equipe de analistas de bancos da Itaú Corretora mostra que o Banco do Brasil (BB) seria a instituição financeira de varejo a ser mais atingida pelas novas regras de Basileia 3. Na sequência viria Santandere, por último, Bradesco. O Itaú ficou de fora do estudo, por conta das normas internas da corretora que visam evitar conflitos de interesse.
As simulações feitas pelos analistas da Itaú Corretora consideraram apenas o índice mínimo de capital de alta qualidade - núcleo constituído de ações e lucros acumulados, incluindo deduções.
Esse capital de nível 1, de 4,5%, somado ao colchão de proteção, de 2,5%, resulta numa exigência mínima de 7%, segundo definido por Basileia 3.
As projeções, que não incluem todos os refinamentos das novas regras de Basileia 3, mostram uma situação relativamente confortável para as instituições financeiras no Brasil, todas estariam acima do mínimo exigido. A menor folga seria a do BB, dentre os três bancos comparados. De acordo com o estudo, o índice mínimo de capital de alta qualidade do BB totalizaria 8,9%, levando-se em consideração a implementação gradual das normas. No Santander, esse índice seria de 12% e, no Bradesco, de 13,8%.
Pesam, no caso do Banco do Brasil (BB), além dos créditos tributários decorrentes de diferenças temporais, que somavam R$ 18,614 bilhões em setembro de 2010, os ágios pagos pelas aquisições da Nossa Caixae de parte do capital do Banco Votorantime as compras de folhas de servidores. Ambos são considerados ativos intangíveis e serão excluídos total ou parcialmente da composição do capital.

Os recursos originados do superávit do Plano 1 de benefício definido da Previ, fundo de pensão do BB, e reconhecidos nos balanços do banco desde 2008, deixaram de ser o calcanhar-de-aquiles da instituição no que se refere a Basileia 3.

Um acordo firmado com as entidades representantes de funcionários e aposentados, no fim do ano passado, tornou irrestrito o acesso a essa fonte de capital, avaliada em R$ 7,5 bilhões - condição para que a soma entrasse no cálculo do capital de nível 1.

Os analistas da Itaú Corretora estimavam uma redução de 300 pontos-base no índice de capital de alta qualidade do banco caso isso não ocorresse. Ou seja, de 8,9% o índice passaria a 5,9%, abaixo do nível mínimo de 7%. O índice de Basileia total do BB hoje é de 14,21% (incluindo o aumento de capital feito em julho).
Assim como o BB, o Santander também carrega o ágio pago pela aquisição do ABN Amro, de R$ 26,3 bilhões. O banco de capital espanhol também paga mais dividendos aos acionistas do que os concorrentes - de 50% do lucro líquido pelo critério contábil internacional (IFRS), equivalente a 80% do padrão brasileiro. Num momento de aperto, a revisão dessa política poderia dar algum fôlego.
O cálculo feito pela equipe da Itaú Corretora é diferente da conta efetuada pelo Bradesco. O banco da Cidade de Deus foi um pouco além e considerou o índice mínimo de capital total, de 10,5%. Nos dois casos, ainda faltaria colocar na ponta do lápis o chamado colchão contracíclico, que pode variar de 0% a 2,5%. E, em cima disso, ainda virão outros dois índices: um de alavancagem, de 3%, e um de liquidez, a ser definido.

Fonte: Valor Econômico

QUER DIZER: PARA SALVAR O BANCO DO BRASIL, NÓS E NOSSOS 7,5 BI, SOMOS ÚTEIS????????

Anônimo disse...

A luta tem que continuar, pressão neles, não vamos desistir e se não cair no dia 20 , espero que a pressão aumente e que piore muito pra eles, nós queremos respostas e urgente. Queremos oque é de direito.

Anônimo disse...

Ola precioso sr.Medeiros, sou pensionista, minha unica esperança era o credito dia 20.01 , ja que me empolguei com a noticia do credito do superavit e mais ainda pensando que ia sair na virada do ano. Como nao saiu, achei, veja a minha ingenuidade, que sairia com certeza agora em Janeiro.
Fiz aquela velha besteira, de fazer contas por conta do superavit para dia 22, 23 e 24, cheques, cartao, crediario, sei que devo ter errado na minha atitude.
Agora somente espero que o senhor com suas fontes nos diga que nao vai ter mesmo chance do credito vir no dia 20, pois ja vou correndo para uma financeira fazer um emprestomo pessoal, esgotei todas as outras fontes, pois ser pensionista da Previ nos tempos atuais é muito decepcionante.
Agradeço se o senhor puder fazer a caridade de nos informar a respeito, pois continuo confiando nas suas palavras.

Vania Castro

Anônimo disse...

Caro Medeiros,

Essa diretoria da PREVI tem que tomar vergonha na cara e creditar urgentemente o superávit, pois eles são os verdadeiros culpados de terem criado uma expéctativa muito grande entre nós aposentados, tanto no natal como no final do ano. Pergunto: Porque para definirem a votação foram tão rápidos? Agora, para nos pagar o que nos é de direito andam a passo de tartaruga.
Eu quero o meu já! Senão, não sei nem o que serei capaz de fazer com esse povo.

Flavio Castro disse...

Essa informação que postaram no site da PREVI hoje é, basicamente, a mesma do final de dezembro. Incrível!
Por outro lado, não entendo essa total omissão da ANABB. Quando ela foi criada, batalhei arduamente para arregimentar sócios na minha Agência. Hoje, que decepção!

Flávio Castro

Rubem Tiné disse...

Nada impede que a Previ, após a aprovação pela Previc, credite o valor das parcelas de 2010, extra-folha, através de adiantamento, para posterior acerto em folha de pagamento, o ideal, era nossos representantes propugnarem (inclusive o Doutor Medeiros) que o valor fosse dividido em quatro folhas o que acaretaria uma menor mordida do leão do imposto de renda. Por enquanto não adianta pressionar a Previ e sim o Ministério da Fazenda. Vamos encher a caixa de e-mails do Guido Mantega e Cia. A hora não é de choro é de pressão. Para não deixar dúvidas, o dinheiro sairia todo de uma vez, creditado em conta corrente, e transitaria por quatro folhas distintas.

Ôxente Tchê.

Anônimo disse...

É Dr. Medeiros! A coruja não piou e ainda despencou do galho e caiu em nossas cabeças. Ainda bem que o nariz de palhaço é baratinho, e só falta isso para completar nossa fantasia.

Anônimo disse...

Pessoal, e se o "não" tivesse ganho, será que o dinheiro já estaria na conta?

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

http://www.faabb.com.br/Noticia.asp?ID=201

ernandez2008 disse...

Conforme o Medeiros previu a Previ quebrou o silencio. Escreveu assimna sua página:

Superávit do Plano 1: Implementação da proposta depende de aprovação

A PREVI está acompanhando dia a dia o trâmite de aprovação da proposta de alteração do Regulamento do Plano 1 que trata da utilização do superávit. O material ainda encontra-se no Ministério da Fazenda e, depois de aprovado, será encaminhado à Superintendência Nacional de Previdência Complementar – Previc.

A PREVI só poderá implementar as mudanças depois de aprovadas pela Previc.

AGORA EU PERGUNTO:

1) Lá também consta que a Previc aprovou em Dez/2010 alterações nos Estatutos do Plano 2;
2) Alteraram em Dez/2010 o nosso contracheque unificando verbas;
3) Os estatutos já foram alterados;
4)Já providenciaram as alterações no sistema para os ativos verificarem suas reservas;

Quer dizer que muita coisa já foi realmente concretizada LEMBRANDO QUE CONFORME DIZEM O CREDITO SOMENTE PODE OCORRER COM AUTORIZAÇÃO DA PREVIC;

A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR:

PORQUE JÁ ALTERARAM TANTA COISA E SÓ FALTA A PREVIC, PORQUE NÃO FINALIZAR O PROCESSO ? SE ELA NÃO CONCORDAR COMO VAI SE VIRAR A PREVI COM RELAÇÃO AO 13% SALARIO QUE PROCESSOU NO ESPELHO DE DEZEMBRO ?

O QUE EU ACHO MESMO É QUE ESTÃO GOZANDO COM A CARA DOS APOSENTADOS.

MAS NÃO DESANIMEMOS. QUANDO AS ELEIÇÕES VIEREM, TODOS AGORA SABEREMOS ESCOLHER QUEM VAI NOS REPRESENTAR.

Anônimo disse...

Fim da linha, sr. Medeiros, vai muita gente para SPC, SERASA, TRAVAMENTO DE CONTAS POR CARTAO VENCIDO, CHEQUES SEM FUNDO E ETC...
Vou dizer porque, leia se ja nao leu o texto no site da FAABB, em noticias, com data de 11/01 o dia da reniao da Previ que diz numa parte o seguinte:

"Quanto ao que fazer para agilizar o crédito da primeira parcela, os 240%? Estamos mantendo contatos com o Banco, a Previ, a Previc e o Ministério da Fazenda. Mas, sabe-se que ninguém, a não ser a Presidente da República, tem o poder de pressionar o Ministério. Só podemos telefonar, escrever, pedir audiência e insistir. Não mais. Por outro lado, sabemos também que o acordo foi fechado em uma época particularmente complicada: festas de fim de ano e profundas alterações nos escalões do Governo com a posse da nova Presidente. Se, sem nenhum percalço a burocracia em Brasília já é imensa, com essas variáveis torna-se maior a trava"

Se o senhor tiver alguma palavra de esperança, creio que a maioria de nós lhe agradeceria, porque a situaçao é mesmo dramatica para os que acreditaram que ia ser o credito no natal, depois ano novo, inicio de janeiro, dia 14, dia 20...
Ainda acredita na Casa Civil? No Palocci? Porque ele se preocuparia conosco? Porque a Dilma por acaso se preocuparia também? Desculpe a minha franqueza.
Gostaria de acreditar que sim, pois quase toda minha familia votou nela.

Deus o abençoe sr. Medeiros, o senhor fez o que pode.

Angela Dorneles - pensionista

Anônimo disse...

Pergunto: Dr Mesdeiros, o BB já levou os 50% ou tem que esperar a PREVIC também?

Tunin disse...

Caro colega Medeiros,
A fantasia será rasgada assim que o superavit for, afinal, creditado. Parabéns, colega, pela sua luta. Um tem que gritar! Abraços.

Anônimo disse...

Pois é, caro colega Medeiros, o impossivel esta prestes a tornar-se realidade e, é duro encontrar alguma palavra ou explicaçoes que consolem centenas ou quem sabe milhares de colegas que vao ficar numa situacao complicadissima apos o dia 20.
Sei de um amigo meu, pessoa honesta, a moda antiga, que nao se dá o direito de dever um centavo, e que infelizmente confiou que o credito vinha em janeiro, agora ja colocou o seu veiculo a venda para cobrir os compromissos que fez para este mes.
E a Previ discursa novamente agilidade, francamente se tivesse mesmo a boa vontade ja tinha dado tempo do processo ter chegado a Previc.

Luis Marcontes

Carlos Mariano disse...

A DEMOCRACIA - NO GOVERNO E NA PREVI - Não há muita diferença, ignorante é aquele que crer estarmos dentro de um processo democrático.
Não existe democracia no nosso GOVERNO desde quando o povo tem direito de escolher seus candidatos (os partidos politicos são verdadeiras caixas pretas no que concerne à escolha de candidatos aos cargos públicos).
No que concerne a PREVI, o mesmo fizeram com os estatutos que limitam sobremaneira quem pode ser diretor, eis que exigem conhecimento técnico especifico da área para o exercício do cargo politico (o conhecimento deveria ser da sua capacidade reconhecida pela maioria dos previdentes) o que é um absurdo, conhecimento técnico é para profissionais contratados e não para cargos representativos.
E cada um responderia por suas responsabilidades, com isso quero dizer que cada área deveria ter um técnico contratado para ser responsável técnico porém a decisão final sempre será politica e, portanto, aqui entra o diretor (eleito e representando a maioria) que sopesando o parecer técnico tomaria a decisão final (dentro do BB vi decisões politicas contrarias a pareceres técnicos que no futuro mostrou ser muito acertada - também vi muitas erradas).
Portanto, infelizmente para nós, não temos muitas opções.
Não temos como mudar o Poder (eis que não é uma democracia).
Não temos Justiça para ser acionada (eis que não é uma democracia - alguém já elegeu algum Juiz - eles se dizem representantes do povo).
Precisamos realmente acordar para tornar o nosso país uma verdadeira democracia.

Anônimo disse...

Para mim, sinceramente Medeiros, esta falta de agilidade para estas aprovacoes finais, chegas as vias de ser ate CASO DE POLICIA, vai contra o estatuto do idoso, que cobra total prioridade nestes casos.
Isto no minimo merecia uma denuncia na imprensa e no judiciario.

Floriano Lertz

Anônimo disse...

Entre Paulo Bernardo Silva e Mauro Passavais


Mauro Passavais 12 de janeiro às 08:11
Desculpe esse meu pedido, pensei muito antes de manda-lo mas vi em você uma possibilidade de fazer chegar a Presidenta Dilma os anseios do pessoal que está super ansioso pela distribuição do Superávit, pois a PREVI criou muitas expectativa de que a distribuição poderia ocorrer ainda em dezembro de 2010 e agora a aprovação pelo Ministério da Fazenda e pela PREVIC está demorando muito. Você teria alguma forma de nos ajudar? Obrigado e um forte abraço,


Paulo Bernardo Silva 12 de janeiro às 08:44
Nao ha necessidade de falar com ela, agora. Vou falar com Guido Mantega e com a Previc. O acordo foi feito na minha sala, no Ministério do Planejamento, será cumprido. abraços