METAS PARA O ANO NOVO - TRANSPARENCIA NA PREVI

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Não tem jeito mesmo. Bastou fazer uma postagem ontem mais poética, falando de amor às pessoas mais próximas e aos blogeiros, que choro às vezes de emoção, que já veio baixaria na rede. Escreveram que estou virando bixa, olhem só ! Assim não dá, gente ! Continuo o mesmo, quem sabe bixa enrustida é quem me chama, viu anônimo ! E nada contra os homosexuais que já foram reconhecidos como gente até pela PREVI.

Enquanto a novela crédito do superavit não se desenrola e uma informação confiável não vem ,vários comentários sobre o assunto, muito interessantes, estão na postagem de ontem, um até informando que a folha vai rodar dia 15 deste mes - resolvi fazer um pouco de pressão e dar um troco aos dirigentes relapsos e displicentes. Não sou tão mole assim ! Vou atacar justamente no ponto fraco deles: a transparência.

Durante esse período de existência do blog tenho constatado uma reclamação permanente contra a falta de transparência e de informação consistente por parte da PREVI, como acontece no momento atual, irritante mesmo.

Pensei, então, que talvez aí esteja o principal foco do blog para este ano de 2011: a transparência na PREVI.

Sem dúvida a transparência é indispensável. Os participantes de um fundo de pensão devem acompanhar o que se passa na instituição, e ao mesmo tempo os administradores tem a obrigação de fornecer as informações adequadas e atuais. Está na lei, no estatuto e no regulamento.

E´ proibido ter uma caixa preta em um fundo de pensão.

Muito se falou sobre a caixa preta da PREVI, os segredos invioláveis que nela estão guardados a sete chaves, os escândalos nela escondidos, as artimanhas e as negociatas ocultas nela.

Quando exerci meu mandato de conselheiro fiscal de 2002 a 2006 procurei descobrir os segredos dessa caixa preta, me aproximei da tão falada e acho que consegui abrir alguns de seus compartimentos. Mas infelizmente não todos, tarefa para mais do que quatro anos. Mais adiante vou falar sobre essa minha experiencia. Vou contar o que vi.

Existe um caminho enorme para desvendar os mistérios da PREVI, para saber como estão se comportando as despesas de nosso fundo, o que os diretores estão ganhando, de que vantagens estão se apropriando, que investimentos estão fazendo e a que riscos estão nos expondo.

Essa é uma tarefa que me proponho a fazer no blog em 2011 até porque eles merecem essa postura investigativa, pois abusaram de nossa paciência com um silencio indesculpável, com uma insensibilidade inadmissível.  Pois vamos pegar no pé deles.

Vou procurar invadir a privacidade de nosso fundo de pensão e divulgar as informações que eles nos omitem e que tem a obrigação de nos informar. Isso vou fazer não só a favor da curiosidade que temos todos nós, aposentados, pensionistas e funcionários da ativa, de saber o que se passa em nosso fundo de pensão, já que cada vez menos se divulga, o informe e a revista são concisos e em alguns casos até patéticos, mas porque faz parte de uma postura moderna no século do conhecimento.

Artigo de Mario Marcos de Souza, na ZH, aborda a questão do site Wikileaks com muita propriedade. A certa altura o articulista escreve o seguinte: -" Há dois mundos bem definidos hoje em dia. Há o real, este em que vivemos, no qual somos donos de nosso próprio destino. E há o mundo subterrâneo - aquele cujas portas foram escancaradas nos ultimos meses pelo site WikiLeaks, de Julian Assange. No mundo real temos o chamado livre-arbítrio. No mundo subterraneo, somos meras marionetes. Nada do que façamos na superfície vai alterar os rumos dos porões - a máquina se move por diferentes colorações de hipocrisia. Este mundo seria muito mais assustador se nele não houvesse gente como o argentino Graziano - autor de Hitler ganhou a guerra - e o australiano Assange. Sempre que um deles surge perturbando os poderosos, sinto-me mais confortável e seguro, como se eles fossem guardiões. Durmo em paz. São eles que insistem em revelar os mapas dos subterraneos, desmascarar os que se movem de acordo com sua própria conveniencia e romper os cordéis para libertar as marionetes. São os que melhoram o mundo."

Pois, então, vamos seguir esses exemplos e vamos acolher denúncias, vamos vasculhar nos subterrâneos da Previ, nos porões, em busca da caixa preta e vamos desvendar os seus segredos. Eles merecem que a verdade seja revelada, nós merecemos mais respeito.

O lema do blog, pois, para 2011 será:

DELENDA CARTHAGO - MAIOR TRANSPARENCIA NA PREVI.

38 comentários:

Anônimo disse...

DE MINHA PARTE ACHO ÓTIMO. ESTAMOS COM VOCÊ POIS LHE ADMIRAMOS E VOCÊ TEM ESPÍRITO ALTRUÍSTA. DEPENDEMOS DE VOCÊ PARA OBTERMOS BOAS INFORMAÇÕES; SEM A SUA PRESENÇA TERIAMOS MUITAS DIFICULDADES. PREZADO JOSÉ BERNARDO TEM PESSOAS QUE NÃO CONSEGUEM ENTENDER O SEU PROCEDIMENTO. ALGUÉM QUE SE RECUSA A IDENTIFICAR-SE NÃO É DIGNO DO MENOR RESPEITO. ELES VIVEM NA OBSCURIDADE ; POR FAVOR NÃO SE DESESTIMULE. ACREDITO QUE TEM MAIS DOS QUE LHE APRECIAM DO QUE ESTES DEBOCHADOS QUE TALVEZ ESTEJAM AGONIADOS E TALVEZ GOSTEM DE ESCONDER ATÉ O QUE SÃO. VOCÊ EM MEU ENTENDIMENTO FALA DO QUE SENTE E VIVER A SUA SEXUALIDADE É PROBLEMA SEU. SÃO COM CERTEZA PESSOAS BAIXAS QUE TALVEZ ESTEJAM ENRUSTIDAS E NÃO TEM CORAGEM DE SE ASSUMIR. AMOR É DIFERENTE DE SEXUALIDADE; JESUS FALAVA E DEMONSTRAVA AMOR POR TODAS AS PESSOAS. TEM UMA PASSAGEM QUE NÃO LEMBRO EM QUE ELE DECLAROU QUE DEVEMOS AMAR ATÉ NOSSOS INIMIGOS. ISTO SIM É QUE É UMA DEMONSTRAÇÃO DO VERDADEIRO AMOR. PENSA NAQUELES QUE TE RESPEITAM E TEM NECESSIDADE DA TUA AJUDA. CADA UM TEM UMA MISSÃO; ÉS UMA PESSOA ALTRUISTA DE MEU PONTO DE VISTA; NÃO TE DEIXA ABATER POR ESTAS BAIXARIAS; A EXPERIÊNCIA FOI MARAVILHOSA E A TUA DECLARAÇÃO QUE TENS UM MILHÃO DE AMIGOS E QUE TENS AMOR PELAS PESSOAS DEMONSTRA A TUA SENCIBILIDADE. NÓS OS QUE TEMOS APREÇO PELA TUA PESSOA TE RESPEITAMOS E TE AMAMOS COMO SER HUMANO; QUE É O QUE FALTA HOJE NESTE MUNDO CHEIO ; MAS BOTA CHEIO DE MALDADE NISTO. FORTE ABRAÇO E MUITA SAÚDE. DEIXA ESTES OBSCUROS FALAREM O QUE QUISEREM. AQUI HELENO PINTO NOBRE ; MATRIC. 3.984.740-3; JAMAIS ANÔNIMO. VAMOS EM FRENTE E ESQUECE ESTAS NULIDADES

Anônimo disse...

Ë isso ai, colega Medeiros, chega desta "novela" capitulo por capitulo, noticias realmente em "conta gotas", este tratamento como se a Previ fosse somente exclusivamente de uma "elite" fechada tem que acabar.
A Previ näo é um clube VIP.
Se informassem a possivel previsao para o credito, em fez de dizeram que näo há previsao nenhuma, estas palavras näo tem transparencia de pessoas que estao em proximidade com as esferas do poder.
Repetem diariamente como "papagaio de pirata" as mesmas respostas, e nós temos que saber das informaçoea atraves de terceiros.
Ainda bem que contamos com nobres colegas como o Medeiros, que tem coragem em escrever seus textos e certamente ja esta agindo para pressionar respostas e respostas JÁ, para HOJE, respostas já atrasadas, pois ja adentramos em janeiro e o governo ja TRABALHA SIM, se a Fazenda e a Previc näo deu seu OK, oque esta acontecendo? Nós como idosos segundo a LEI e o estatuto temos PRIORIDADE neste atendimento, é ou näo e colega Medeiros, chumbo neles!!!

Alcantara

Ademir Peruzzolo disse...

Olá Medeiros e turma!

Escrevi outras vezes em outros blogs sobre o seguinte:
-O PB1 está em extinção;
-No futuro certamente teremos momentos melhores que hoje e piores também;
-O que impede a PREVI ( fora a política com "p"minúsculo) de aproveitar a bonança dos mercados e vender participações importantes em empresas (VALE,NEOENERGIA,PETROBRAS,BB, ETC) e ir para a renda fixa?
-Não seria em Bolsa tratando-se de valores tão expressivos, mas sim abocanhando ágio por controles.
-Isso é coisa que vai ter de acontecer no futuro "na marra" para liquidar os compromissos, então, porque não tem início nunca?
-Tratando-se de plano maduro o que justifica ficar em renda variável sujeito às invenções de pessoas que nós nunca sabemos o que fazem?
-Por último, ficando no teu foco, de TRANSPARÊNCIA porque a Previ não publica as vendas de títulos de qualquer tipo, mesmo que seja 30 dias após a venda? Pelo menos quem tem interesse fica sabendo o que está sendo vendido. Hoje não se consegue perceber de onde sai a grana das aposentadorias! Estão liquidando renda fixa? variável? milagre?

ernandez2008 disse...

Acabei de escrever a previ o seguinte texto:

Porque tanto segredo quanto a data da distribuição ?

Me causou espanto no inicio do processo tamanha agilidade de atitudes e informações. Agora ao final, tudo foi calado e a previ nem mesmouma satisfação dá par os associados.

Essa comuniação precisa ser repensada.

Jorge Teixeira - Araruama (RJ) disse...

Colega Medeiros,
Permito-me acrescentar como mais uma meta para 2011, no que concerne ao nosso fundo de pensão, além da superimportante transparência citada a reflexão por parte de cada um de nós sobre nomes alternativos para ocupar as diretorias da Previ que ficarão vagas daqui a mais ou menos um ano e meio. Vale lembrar que foi o titular da área de seguridade que participou das atuais tratativas sobre a distribuição da reserva especial. Ele terá que ser substituído nas eleições de 2012. Alguns poderiam argumentar que ainda é muito cedo para isso. Respeito esse ponto de vista mas mantenho a minha posição por entender que o momento é bastante propício para refletirmos sobre o assunto. Não seria a hora de começarmos a pensar em construir uma terceira via como opção para as próximas eleições? Esta diretoria que aí está foi eleita tendo como base de sustentação de suas candidaturas entidades representativas bastante conhecidas de todos nós. Apenas duas perguntas para reflexão dos colegas: 1ª) – Você está satisfeito com o desempenho dos atuais diretores da Previ? 2ª) – Esses diretores têm dado mostras significativas de estarem plenamente sintonizados com os anseios e necessidades dos associados do “PB-1”? No caso de pelo menos uma das respostas ser o NÃO, imagino que esteja na hora de se cogitar de nomes alternativos para que efetivamente tenhamos representantes na diretoria do nosso fundo que estejam efetivamente envolvidos com aqueles que irão os eleger. Já chega de promessas não cumpridas. Será que não valeria a pena começarmos a cutucar desde agora gente que já esteve lá dentro e que continua demonstrando comprometimento com as causas dos associados do “PB-1”? Pois é, peço que entendam apenas e tão somente este comentário como uma singela sugestão da minha parte, nada mais, para reflexão de cada um dos comentaristas que frequentam este espaço do colega Medeiros. Aos poucos o blog, sério e respeitoso, vai se fixando como uma caixa de ressonância dos anseios dos aposentados e das pensionistas do “PB-1”.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros e demais colegas,

Notícia no site da ANAPAR, como age a PREVIC:
03/01/2011 - Ano XI - Nº 362

Gerdau Previdência: Saldamento prejudica participantes



No dia 18 de outubro de 2010 a PREVIC autorizou mais uma aberração no sistema de previdência complementar. A bola da vez foi o saldamento do Plano de Benefício Definido administrado pela Gerdau Previdência, cujos participantes eram empregados da antiga Açominas, estatal privatizada e adquirida pelo Grupo Gerdau.

Na falta de uma norma que regulamente o assunto, o órgão fiscalizador vem aprovando alterações criadas e sugeridas por consultorias a pedido das patrocinadoras, sem preservar os direitos dos participantes e sem procurar protegê-los, conforme deve ser o papel da Superintendência da Previdência Complementar prescrito em lei. Muitas vezes o órgão responsável pela fiscalização não obedece nem mesmo o que está previsto na legislação, dando anuência a soluções construídas à margem da legislação e dos normativos votados pelo Conselho Nacional de Previdência Complementar.

Mais uma vez foi aprovado um saldamento compulsório, imposto de forma autoritária pela patrocinadora. O contrato previdenciário, inscrito nas regras do plano de Benefício Definido original foi rasgado com a anuência do órgão fiscalizador. Apesar das constantes denúncias da ANAPAR, apontando a mudança unilateral das regras e as negativas da patrocinadora em receber as entidades representativas dos participantes para discutir as alterações no plano, a PREVIC autorizou o saldamento nos moldes determinados pela poderosa Gerdau, umas das principais multinacionais brasileiras.

Foi criado um novo plano de Contribuição Definida, ao qual os participantes saldados, inclusive os participantes já assistidos, podem aderir e transferir parte do superávit existente no plano BD saldado. Quem não aderir ao novo plano não pode utilizar a parte que lhe seria cabível no superávit. Além da distribuição discriminatória do superávit, não prevista na legislação, a Gerdau maquiavelicamente utilizar recursos do próprio participante para incentivá-lo a aderir ao novo plano e reduzir os riscos da empresa com possíveis passivos previdenciários futuros.

Outra aberração aprovada pela PREVIC foi a previsão de, no plano CD, o participante poder optar pelo resgate de seu Saldo de Conta decorridos dez anos de sua aposentadoria, desobedecendo a previsão legal de não permitir resgate a participantes em gozo de benefício.

Gerdau Previdência vende ilusão aos participantes – O apelo à migração para o novo plano assume contornos dignos de denúncia aos órgãos de proteção ao consumidor. A entidade tem mostrado aos participantes um simulador aponta, no cenário conservador, rentabilidade anual de 11%, em um plano onde a maior parte do patrimônio está aplicada em renda fixa. Até o mundo mineral já sabe que a taxa básica de juros de longo prazo será significativamente menor que os atuais 10,75% ao ano, e a rentabilidade anunciada só poderá ser atingida redirecionando as aplicações para ativos de maior risco, o que pode impactar negativamente os benefícios dos assistidos que estão sendo “incentivados” a migrarem. Mas, uma vez conseguida a anuência do órgão de fiscalização para as mudanças pretendidas, a patrocinadora e a entidade por ela dominada se sentem à vontade para desrespeitar os participantes, fornecendo somente as informações que lhes interessa.

Anônimo disse...

Prezado colega Medeiros, fiquei euforico com seu ultimo post do blog.
Sem a menor sombra de duvida, temos que nos unir, as cobranças devem ser direcionadas para a Previ e näo a nós mesmos.
Claro que foi mesmo retaliaçao a sua declaraçao que havia total possibilidade do credito sair em dezembro.
Agora, que o colega continue sendo a voz dos mais fracos, pressione pelos que so podem observar e aguardar.
Eu ja enviei minha mensagem para Previ dizendo da minha decepçao cada vez mais crescente com estes que deveriam zelar pelos nossos interesses, mas infelizmente sinto que estao relaxando nesta obrigaçao.
Analisando o quadro como um todo, tambem nao vejo como o credito ficar sem ser depositado nas nossas contas.
Acho mesmo que chegou a hora de usarmos qualquer "influencia" para termos alem de uma posiçao concreta, tambem conseguirmos desamarrar este credito.

Grande abraço Milton Cunha

Anônimo disse...

Bravo , caro Dr. Medeiros -
Vibrei com seu comentario de hoje.
A gente precisa realmente saber o que se passa nos subterraneos de
NOSSA PREVI .

Vai fundo Dr. Medeiros.
2011 serah o ano de nossa redenção.

Anônimo disse...

Para conhecimento. Isto significa que a Secretaria Executiva da Fazenda ainda não liberou o processo.

From: PREVIC - DIRETORIA DE ANALISE TECNICA
To: jrossineto1@uol.com.br
Cc: PREVIC - GABINETE
Sent: Wednesday, January 05, 2011 4:49 PM
Subject: RES: Reajuste de 20% - Acordo fechado.


Prezado Senhor,

Em atenção à solicitação abaixo, informamos que até o presente momento esta Superintendência Nacional de Previdência Complementar – PREVIC não recebeu solicitação formal da Entidade de previdência complementar PREVI-BB – Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil acerca do assunto citado abaixo.


Sem mais para o momento, colocamo-nos à disposição para quaisquer esclarecimentos.


Cordialmente,


Diretoria de Análise Técnica – DITEC

Superintendência Nacional de Previdência Complementar – PREVIC

Tel.: 61-2021-2043

Anônimo disse...

João Rossi Neto disse...

Caros Colegas,

Tomei conhecimento que o Sr. Nelson Machado vai deixar a equipe econômica, indo para o seu lugar, como Secretário Executivo do Ministério da Fazenda, o Sr. Nelson Barbosa. Isto não me parece um bom sinal para as nossas pretensões, visto que o novo titular vai demorar mais tempo para resolver o assunto. Vamos torcer para que isso não aconteça.

ELIAS disse...

Klap! Klap! Klap!
Aplausos a Sua Decisão, dr. Medeiros.
Penso ser importantíssimo, também, encontrar uma forma de NÃO SER ELEITA CHAPA DO CONSELHO FISCAL VINCULADA OU APOIADA PELA CHAPA QUE CONCORRE À ADMINISTRAÇÃO DA PREVI.
Assim haveria fiscalização isenta, de fato.

Ronaldo F. Moreira disse...

Colega Medeiros,

O BB e também a PREVI precisam de algo que os preocupe. Mesmo estando em Estatuto que nossos proventos precisam ser creditados no BB, penso que deveríamos começar um movimento para ameaçar e transferir para outros bancos. Já solicitei, a PREVI negou.
Pergunto: Eles podem negar?
Ronaldo Fernandes

Marco Aurelio Damiano - Guaxupé-MG disse...

Dr. Medeiros,

Concordo com o senhor em gênero, número e grau. A idéia de exigir transparência daqui para a frente é de fundamental importância até para a sobrevivência do nosso Plano 1. Inclusive, gostaria de sugerir que, nas negociações previstas para este mês, sejam esclarecidas e estudadas algumas questões para, talvez, até incluir algumas alterações nos regulamentos como, por exemplo:

a - a partir das próximas eleições, exigir que todo candidato a cargo eletivo na Previ tenha que apresentar, quando do registro da sua candidatura, cópia da sua declaração de bens e do cônjuge. E, ao final do mandato, apresentar cópia atualizada da referida declaração. Pois, não é concebível que não se exija de pessoas que vão participar de decisões que afetem um patrimônio de 140 bilhões essa medida.

b - exigir transparência nas indicações pela Previ em cargos de conselheiros em empresas da qual participe do controle acionário. Porque, não se concebe que uma mesma pessoa possa ocupar 8, 10 e até 17 cargos nessa função. Como explicar isso? Será que não tem que haver um limite nessas indicações?

c - verificar, junto à Previ, a origem das distorções que geraram, valores de complementos de aposentadoria absurdamente diferentes para cargos iguais/semelhantes de funcis que se aposentaram em épocas diferentes. Tenho conhecimento de colegas que, por exemplo, tem diferença de complemento 3 a 4 vezes maior do que o outro em cargos iguais/semelhantes apenas porque se aposentaram em épocas diferentes.

Estas são minhas modestas sugestões para análise. Mas, muitas outras deverão surgir de colegas mais competentes do que eu.
Sem transparência, o poder concentrado na mão de poucos pode, gradativamente, como já vem acontecendo, desviar a Previ totalmente de sua finalidade maior que é prover a nossa complementação de aposentadoria.

Anônimo disse...

Meu caro e distinto colega Medeiros, näo tinha feito nenhum comentario antes, pois muitos colegas ja disseram certas coisas que eu também concordo na integra.
Neste momento, que considero triste para historia da Previ, diante da euforia de muitos por ter de uma forma ou de outra saido este superavit, mas infelizmente, do jeito que as coisas väo, receio que se até o dia 20/01 näo for creditado este credito por qualquer razäo, a situaçao vai gerar um grandissimo mal estar geral. Alias ja sentimos isto desde a virada do ano.
Eu gostaria, que os diretores da Previ agilizassem com mais zelo esta aprovaçao final, tanto na Fazenda como na Previc, e näo digo isto por mim, que posso aguardar, falo por tantos colegas que contam com esta ajuda extra merecida para aliviarem suas necessidades financeiras.
Fiz um contato pessoal com um colega do governo, infeliznmente caro Medeiros, existe realmenmte informaçoes desencontradas a respeito do assunto, näo sei o que se passa, parece mesmo uma "caixa preta", lamentavel...

Forte abraço a todos, vamos ser sempre otimistas.

Carlos Menezes

MOURA disse...

Ao anônimo de 19:21 de 05.01

Pelo que deixa transparecer a informação da PREVIC é que ninguém está (do lado da PREVI) acompanhando nada. A resposta da PREVIC, muito embora de forma polida e educada, é do tipo "ISTO NÃO É COM A GENTE, PROCUREM SUA TURMA". A previ informa que o pagamento depende de tal e tal órgão, e quando instamos uns desses órgãos, ele só falta nos dizer que não tem conhecimento do assunto.
Se tiver alguém esperando comer um churrasquinho com esse dinheiro, é melhor jogar água no fogo para não perder o carvão.

JVasconcellos disse...

Aos amigos

EU ACREDITO...SER A UNICA SOLUÇÃO.
O assalto a Previ, e certo, a turma do PT, se instalou...Não adianta reclamar, IR A JUSTIÇA..????? TODOS OS JUIZES de TODAS AS CAMARAS TRABALISTICAS<SÃO VENAIS e ESTÃO NAS MAÕS DO GOVERNO,LIQUIDO E CERTO.
O QUE NOS RESTA. BUSCAR...NOMES ENTRE OS COLEGAS ARMAR UMA CHAPA E INICIAR-MOS A DIVULGAÇÂO E A PREPARAÇÃO PARA A PROXIMA ELEIÇÂO.
DE RESTO ELES, não estão nem ai por nos.BlA...BLA....ESCREVER BONITO....SITAR LEIS FEDERAIS....REGULAMENTOS ?????? ELES ESTÃO GAGANDO SOLENEMENTE...Desculpe o termo mas é o que cabe.
LANÇAR UMA CHAPA...E INICIAR OS PROPOSITOS PARA CONSEGUIR VENCER A ELEIÇÃO.
JVasconcellos

Anônimo disse...

Colega Medeiros, realmente a coisa este ficando dramatica, a Previ que ponha suas "barbas de molho", pois ja tao anunciando ate Panelaço em Brasilia por causa do atraso do credito, veja:

Colegas do blog, custo a crer que vou escrever tal coisa como comentario, mas na realidade, esta muito proximo o dia, que veremos pela TV, nos principais Telejornais, velhinhos em marcha, com nariz de palhaço, batendo em panelas, em plena Brasilia, seja no Congresso, Esplanada ou Palacio do Governo, cobrando posiçoes da Previ e do Governo.
Sou uma pessoa, que confesso, nunca animei-me a participar de atos assim, mas estou criando coragem, caso convoquem em breve tal movimento, quero ser o primeiro da fila, porque a coisa esta ficando critica. Acordos grotescos, fatos mal esclarecidos, promessas näo cumpridas e etc...
Quanto a ferias dos diretores da Previ a mim näo interessa-me, se eles tem dinheiro para gastar e, se isto é merito das suas açoes maldosas e coruptas, que aproveitem bem suas ferias, pois com tudo que le neste blog, a batalha esta apenas começando, quando ËLES voltarem de ferias, väo perceber, se ja nao perceberam, que a TROPA de ELITE dos Cabeças Brancas esta pronta para o Combate.
Quanto a mim, quero também o credito e quero agora. Votei NAO ao acordo, mas e dai? Assim como todos, ja perdi demais, ainda por cima esperar para receber na circunstancia em que pese a duvida.
Credito já, agendamento de reunioes já ou Panelaço em Brasilia, para vergonha da Previ e da chapa 3.

Eurico Dias

Anônimo disse...

Colega de batalhas, Medeiros,

Näo resta duvida que diante da demora no credito deste superavito parece estar causando mal estar por toda a parte. Dentro do mundo virtual e fora dele presenciamos uma decepçao e insatisfaçao com a atual direçao da Previ, pelo fato de näo haver realmente uma transparencia.
Nem imagino o que pode acontecer se este credito nao vir ate 20/01, tenho ouvido muita coisa negativa, acho que os diretores da Previ devem agir, e com certeza ja estao fazendo isto, para garantir este pagamento se fosse possivem antes da folha de janeiro.
Bem, aguardemos e torçamos para que o otimismo possa voltar.

Eduardo Campelo

Anônimo disse...

João Rossi Neto disse...

Caros Colegas,


Vejam como são as coisas. Conversei agora de manhã com o Dr. Waldir Quintilhano, da Secretaria Executiva da Fazenda e ele me disse que o assunto foi solucionado em dez/10 e devolvido ao BB, inclusive citou que estaria com o Diretor Neri que faria o encaminhamento a PREVIC, ou seja, o BB, por motivos que desconhecemos, está retardando o envio do processo para a PREVIC.
Pelo jeito, o banco não teve interesse no pagamento do nosso reajuste no ano passado.

Anônimo disse...

Ai, ai dr.Medeiros... SOCORRO!!!

egue resposta encaminhada pela PREVI.

Entendi que antes mesmo da aprovação do conselho deliberativo a PREVI já tinha recebido o aval da Previc para fazer a incorporação dos benefícios especias a verba P300 complemento previ.

Respeitosamente

Rosalina de Souza

Pensionita

Matrícula 18.161.320-4


Mensagem original
De: atend@previ.com.br
Para: vhspassini@uol.com.br
Assunto: Re: Outros Assuntos - Superávit
Enviada: 06/01/2011 11:07


Senhora Rosalina,

Primeiramente esclarecemos que os benefícios especiais de remuneração e de proporcionalidade já constavam do Regulamento de 19.12.2007, nos artigos 86 e 87, tendo sido incorporados ao benefício PREVI, por intermédio do Regulamento aprovado em 7/12/2010 (Aprovado conforme Ofício 4170/CGAT/DITEC/PREVIC, de 30/11/2010; Portaria 938, de 03/12/2010 – DOU nº 233 de 07/12/2010).

Para acessar o atual Regulamento, por favor clique no link abaixo:

Acesse a íntegra do novo regulamento


Em segundo lugar, conforme foi publicado em nosso site - www.previ.com.br - a qual reproduzimos, a PREVI somente poderá adotar as medidas referentes à utilização do superávit após aprovação de todos os orgãos reguladores e fiscalizadores do sistema brasileiro de previdência complementar.


"O Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais aprovou nesta segunda-feira, 27/12, a proposta de alteração do Regulamento do Plano 1 que trata da utilização do superávit e que já havia sido referendada pelos participantes em consulta que se encerrou na quarta-feira, dia 15. A proposta segue agora para o Ministério da Fazenda e para a Superintendência Nacional de Previdência Complementar - PREVIC. Só depois de aprovadas pela PREVIC as mudanças poderão ser implementadas."

Registramos ainda que a PREVI não tem ingerência sobre os processos de trabalhos dos órgãos reguladores e fiscalizadores do sistema brasileiro de previdência complementar. Por essa razão não temos como estabelecer prazos ou informar sobre o tempo necessário à conclusão de cada um deles.

Tão logo tenhamos novas informações, daremos ampla divulgação em nossos meios de comunicação.

Permanecemos à disposição para outros esclarecimentos.

Marcello Gonçalves
Gerência de Atendimento
PREVI

Anônimo disse...

Ai, Ai..Dr.Medeiros..Salve-se quem puder...Socorro!!

Segue resposta encaminhada pela PREVI.

Entendi que antes mesmo da aprovação do conselho deliberativo a PREVI já tinha recebido o aval da Previc para fazer a incorporação dos benefícios especias a verba P300 complemento previ.

Respeitosamente

Rosalina de Souza

Pensionita

Matrícula 18.161.320-4


Mensagem original
De: atend@previ.com.br
Para: vhspassini@uol.com.br
Assunto: Re: Outros Assuntos - Superávit
Enviada: 06/01/2011 11:07


Senhora Rosalina,

Primeiramente esclarecemos que os benefícios especiais de remuneração e de proporcionalidade já constavam do Regulamento de 19.12.2007, nos artigos 86 e 87, tendo sido incorporados ao benefício PREVI, por intermédio do Regulamento aprovado em 7/12/2010 (Aprovado conforme Ofício 4170/CGAT/DITEC/PREVIC, de 30/11/2010; Portaria 938, de 03/12/2010 – DOU nº 233 de 07/12/2010).

Para acessar o atual Regulamento, por favor clique no link abaixo:

Acesse a íntegra do novo regulamento


Em segundo lugar, conforme foi publicado em nosso site - www.previ.com.br - a qual reproduzimos, a PREVI somente poderá adotar as medidas referentes à utilização do superávit após aprovação de todos os orgãos reguladores e fiscalizadores do sistema brasileiro de previdência complementar.


"O Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais aprovou nesta segunda-feira, 27/12, a proposta de alteração do Regulamento do Plano 1 que trata da utilização do superávit e que já havia sido referendada pelos participantes em consulta que se encerrou na quarta-feira, dia 15. A proposta segue agora para o Ministério da Fazenda e para a Superintendência Nacional de Previdência Complementar - PREVIC. Só depois de aprovadas pela PREVIC as mudanças poderão ser implementadas."

Registramos ainda que a PREVI não tem ingerência sobre os processos de trabalhos dos órgãos reguladores e fiscalizadores do sistema brasileiro de previdência complementar. Por essa razão não temos como estabelecer prazos ou informar sobre o tempo necessário à conclusão de cada um deles.

Tão logo tenhamos novas informações, daremos ampla divulgação em nossos meios de comunicação.

Permanecemos à disposição para outros esclarecimentos.

Marcello Gonçalves
Gerência de Atendimento
PREVI

Anônimo disse...

Estimado colega Medeiros, a fim de informar os seus leitores:

Belo Horizonte, 6 de janeiro de 2011.

Exmo. Sr. Marcos,

M.D Presidente da AAPPREVI

Em resposta à sua solicitação informamos que a FAABB tem mantido constante contato com dirigentes do nosso Fundo de Pensão, no sentido de obter informações seguras a respeito do trânsito dos documentos necessários a aprovação das alterações do Regulamento do Plano de Benefícios n° 1, necessárias à implementação dos Benefícios Temporários votados pelo Conselho Deliberativo da PREVI em resposta ao que foi acordado no Memorando de Entendimento.

A informação que temos é que os documentos já passaram pelo DEST - Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais do Ministério do Planejamento, pelo Ministério da Fazenda e resta apenas a conformidade da PREVIC.

A demora de todos esses trâmites se deve ao sistema altamente burocrático das decisões na esfera federal, pois sabidamente em Brasília há toda sorte de entraves e não está na alçada ou esforços nem da direção da Previ ou do Banco do Brasil contornar.

O compromisso da retomada das conversações para estudo e realinhamento do Plano, firmado através do Termo de Compromisso, será cumprido e esta Federação espera que não ultrapasse o prazo acordado. O referido Termo de Compromisso foi firmado com a anuência do Ministro do Planejamento e do Secretário Executivo do Ministério da Fazenda. São compromissos de Governo que, por enquanto, não temos razão para crer que não sejam honrados, independente das pessoas que hoje ocupam esses cargos com a posse da nova Presidente, pois, como já dito, são compromissos de Governo.

Esta Federação fez um breve recesso de 26 a 31 de dezembro/2010, mas desde o dia 3 de janeiro/2011 continua trabalhando, tendo já requisitado formalmente não só a aceleração dos créditos aprovados, como também da reabertura das conversações e somente aguarda a agenda do Patrocinador.

Surgindo fatos novos, seja quanto a data do crédito, seja quanto à pauta com o BB, informaremos imediatamente às filiadas.


Atenciosamente

Isa Musa de Noronha

6 de janeiro de 2011 07:51

Anônimo disse...

Concordo plenamente com o colega Ronaldo Fernandes Moreira. Também fiz o pedido junto a Previ para alterar o local de pagamento dos proventos e claro, foi negado sem explicação. Penso eu que seria interessante um movimento para ter liberdade de escolher aonde quer receber o pagamento.
Outro assunto, eu fiz um pedido ao deputado federal eleito da minha região para questionar junto ao Ministério da Fazenda a demora da aprovação do documento referente ao superavit e seria oportuno todos que possuem um contato em Brasília, seja no governo, políticos etc, poderiam proceder da mesma forma.
Acredito que só através de pressão e insistência, ou seja, ser chato mesmo, é que vamos conseguir alguma coisa.
Josué Jorge Jr
5958400-9

Anônimo disse...

Boa tarde Doutor Medeiros,

Peço seu perdäo, por ter que ficar no anonimato e näo quero inventar nomes, infelizmente dentro do BB vivemos atualmente a lei do silencio, o senhor sabe do que estou a dizer.
A informaçäo que "TEMOS" por aqui, diz-que o credito näo saiu por que o Banco näo deu o sinal verde para Previ pagar, näo se sabe exatamente o motivo que estäo segurando o processo.
Entäo, ja sabem onde esta o real problema.
Vai sait quando o BB desejar.

Anônimo disse...

Dr Medeiros, também gostaria de saber: Poderei mudar meus proventos para outro banco?

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,
Segundo a FAABB (Isa Musa) o pacote já passou pelo Ministério da Fazenda e está na PREVIC.
Procure checar para nós
Obrigado

Anônimo disse...

From: João Rossi Neto
To: atend@previ.com.br
Sent: Thursday, January 06, 2011 3:20 PM
Subject: Fw: Distribuição de Superávits-Reajuste 20%- Acordo dez/10.


Como essa Caixa de Previdência tem estreito relacionamento com o BB e o processo de distribuição dos superávits está parado com ele, solicitamos suas gestões no sentido de agilizar que o BB o encaminhe imediatamente a PREVIC, a qual nos informou que o aguarda desde a semana passada e que dará solução imediata tão logo o receba.

----- Original Message -----
From: João Rossi Neto
To: gestaodepessoas@bb.com.br
Sent: Thursday, January 06, 2011 3:12 PM
Subject: Distribuição de Superávits-Reajuste 20%- Acordo dez/10.



Fomos informados pela Secretária Executiva da Fazenda de que o processo já passou por lá, ainda em dezembro/10, e foi devolvido para essa Diretoria para ser encaminhado a PREVIC, última instância de julgamento para que a PREVI possa efetuar o crédito do reajuste de 20%, negociados no mês passado. Solicitamos-lhe suas urgentes providências para agilizar o desfecho do assunto, uma vez que contávamos com o dinheiro antes do Natal, mas passou o Ano Novo e nada foi providenciado. Adiamos os nossos compromissos financeiros e necessitamos dos recursos com a maior brevidade possível, pois precisamos honra-los. Considerando que a negociação foi toda alinhavada previamente com os órgãos reguladores e fiscalizadores, era de se esperar que o trâmite fosse feito com grande rapidez, mas efetivamente não é isto que está acontecendo. Se existem amarras burocráticas que estejam impedindo, então que nos dê estes esclarecimentos. Falo em nome de um grande número de aposentados do blog previplano1.com.br. Aguardo um retorno.

Atenciosamente.

João Rossi Neto - Matric. 4.986.560-9 - Goiânia(GO)- Tel:

Raul Avellar disse...

Dr. Medeiros

Transparência é,de fato, a palavra de ordem para 2011.
Sendo assim, porque não solicitamos
ao Departamento Técnico da Previ a
colaboração no sentido de informar,
a todos nós, os valores que serão
necessários à provisão financeira
para o atendimento de algumas das
principais reinvidicação dos assis-
tidos, com vistas às discussões que
se darão a partir de janeiro, tais
como as chamadas 30/30, 360/360, a
majoração das pensões de 60% para
60% e, também, para cada 1% com vistas a possíveis aumentos linea-
res dos benefícios. Penso que em se
sabendo disso as tarefas serão bem
facilitadas para as futuras distri-
buição de superávits.
Um abraço
Raul Avellar

Anônimo disse...

É, colega Medeiros, a caixa preta começa a ser desvendada, e as peças do quebra-cabeças do porque da demora em creditar o superavit estäo sendo descobertas também.
Pelas respostas que estamos tendo da Fazenda e da Previc, mais alguns detalhes particulares, cheganos a conclusao que o Banco do Brasil segurou este credito, retardou o processo, eu sinceramente nem quero saber o porque disto. No entanto, colega Medeiros, temos a obrigaçao de cobrar respostas deles e fazer cumprir aquilo que prometeram, o credito com agilidade. Como disseram alguns colegas, esta ficando muito feio para o Banco e mais ainda para nossa Previ esta situaçao, entao que paguem de uma vez e pronto, evitem mais situaçoes de desgaste.

Hugo Avila Martins

Anônimo disse...

Tem que haver transparência SIM !

Grande Bobagem em esconder quanto foi vendido, quanto foi ganho em aluguéis (de tal shopping, de tal prédio comercial, etc.), De onde sairam os R$ 6 bilhões para pagarem nossos benefícios em 2010, por exemplo...
São informações que nos interessam, como Donos deste grande negócio. Usem o site, pela agilidade e as publicações, pelo conteúdo e guarda das matérias publicadas.
Creio que gente prá fazer isto tem.
Creio que assunto para dar transparência tem, também
então: Mãos à obra.
A PREVI não é Cosa Nostra, nem maçonaria (esta já muito mais aberta e transparente, só fazendo coisas boas)

Jose Francisco disse...

Bom dia.
Apenas para uma meditação dos colegas aposentados.
Muito se falou por aqui e em outros Blogs, sobre uma ADIN, que seria viável apenas se apresentada por uma Federação que englobasse toda a categoria.
Muito bem.
Não entendo de leis, e portanto não posso fazer uma afirmação que talvez seja inexeqüível.
Mas algum "entendido" já procurou se informar se a ADIN não poderia ser apresentada por uma Federação que representasse toda a classe e não apenas os aposentados do BB?
Alguém ja ouviu falar da COBAP - Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas. Acho que vale a pena nos questionarmos sobre o fato de que, cegos pelo ódio a Previ não estamos limitando nossa visão ao micro.
Pensem nisto, e com a palavra, os entendidos.
Jose F. Rovere

Anônimo disse...

Pois é, Medeiros, hoje dia 07/01 quande der 18h00 no relogio, perderei a apostas, anunciei tambem um Bingo, baseado na informa;cao de um "agente secreto" e acho que tambem vou errar feio. Disse para 2 colegas de Previ, grandes amigos meus do tempo de Banco, que tinha certeza que ate o dia 07/01 sairia o credito.
Pelo jeito mesmo, a coisa nao esta seguindo seu rumo normal por algum fator alheio ao processo, porque näo e possivel tal demora, visto que tudo ja estava pre-acertado antecipadamente.
Se o colega souber do credito, ate eu vou agradecer, pois tambem nao sei de mais nada.

Forte abraço Valdomiro Trevis Lima

Anônimo disse...

Que situaçao hein colega Medeiros.
Realmente näo entende-se do porque da demora em agilizar este processo se afirmaram que devido as conversas e reunioes que foram feitas haveria esta agilidade na liberacao do credito. Näo ë o que estamos observando. Eu pergunto, para que ficar retendo este credito somente para dia 20/01? Porque nao rodar folha suplementar e dar este alivio e alegria para a velha guarda?
Complicado colega Medeiros, dá vontade de voltar ativa e invadir certos recintos para saber pessoalmente oque se passa.

Almir Gigante

Anônimo disse...

Querido colega Medeiros, a coisa esta ficando preta para o lado da Previ e vai sobrar tambem para o nosso Banco.
A FAABB, cito a pessoa da Sra.Isa Musa, anunciou em diversas partes que o processo ja foi aprovado pela Fazenda.
A Previc ja disse em respostas de emails que nada chegou ainda por lá.
Seria mesmo melhor creditarem estas parcelas para dar um ponto final nesta questäo e voltarmos a normalidade.
A quem interessa toda esta agitaçao por conta do superavit? Essa é a questäo.
Isto daqui uns dias vai virar capa de revista.

Abraço Marcelo Brandäp

Anônimo disse...

Prezado Dr Medeiros. Com o propósito de facilitar a desvendar subterrâneos da PREVI, e como o Sr coloca que iria acolher denúncias, nós pedevistas, estamos organizados em associações e estamos nos colocando à sua disposição para ajudar no que for possível. A princípio temos uma carta que foi dirigida ao presidente do BB e redigida por um dos diretores da Associação Nacional dos Demitidos do BB que muito poderá elucidar sobre as más intenções do BB/PREVI desde aquela época, como esta correspondência é muito grande, não podendo ser postada no seu blog, solicito que me seja enviado um email para que possa enviar o documento para análise. Informo ainda que já encaminhamos denúncia junto à Corte Internacional dos Direitos Humanos sobre as demissões abusivas daquela época e o senhor como pretende abrir a “caixa preta”, nada melhor do que tomar conhecimento destas coisas. ( Não vejo necessidade em publicar esta minha observação neste momento, porém ficando a seu critério)
Othon F Freitas- presidente do Movimento Nacional dos Demitidos do BB-MNDBB

Anônimo disse...

PARTE VIII - Muito simples, porque já estando saneado e ainda precisando demitir, deparou-se com uma dificuldade imensa, pois passados mais de dois anos da saída do pessoal de 95, os funcionários da ativa já tinham conhecimento que todo mundo tinha “dado com os burros n’água” e ninguém queria nem ouvir falar de PDV, principalmente porque sabiam que sequer os financiamentos da Carim os ex-colegas estavam conseguindo honrar. Assim o BB resolveu incentivar as demissões, permitindo o resgate das cotas patronais e é aí que se cria o inaceitável, a imoralidade, a bestialidade, quando BB/Previ ao mesmo tempo em que se debatiam nos tribunais negando as cotas patronais aos pedevistas de 95, entregavam estas mesmas cotas aos pós-dezembro/97, na maior demonstração de “cara de pau”, falta de respeito e consideração com aqueles que dedicaram suas vidas ao Banco.

othon disse...

PARTE IX - Senhor Presidente, muito ainda pode ser dito, um livro posso escrever sem pestanejar, pois o tema é rico em detalhes, principalmente os mais sórdidos, criminosos, ridículos, mas não é este meu objetivo, pois como já disse, não estou preocupado com ações judiciais, passadas ou futuras, quero apenas a verdade, dizê-la me faz bem, me tranqüiliza, me torna útil. Utilidade que espero do Senhor e do cargo que ocupa, para que não deixe passar a oportunidade de ouro que se apresenta agora e resolva definitivamente a questão dos pedevistas.
PARTE X - Muito já fizemos, conhecimento de causa não nos falta, temos muita capacidade de organização e luta. Já chegamos as Cortes Internacionais de Direitos Humanos e não vamos desistir nunca, pelo menos eu não, mas também conhecemos a realidade, sabemos o que é possível fazer e o que não é, no fundo sabem que nunca mais retornaremos ao BB, até porque “vaso quebrado não cola”, todavia acreditamos que assim como o BB se utilizou a vida toda da Previ para resolver uma série de problemas, que o faça novamente, mas agora por uma causa nobre, por uma questão de respeito aqueles que um dia foram seus colegas, que partilharam dos mesmos sonhos, que leram a mesma CIC Rural, a mesma CIC Funci e que também idolatravam um carimbo de “Gerente Geral” como o ápice de suas vidas.

Anônimo disse...

PARTE XI - Deixamos nosso dinheiro lá na Previ, ou melhor, nos forçaram a deixar. São público e notório que geramos parte do superávit e agora assistimos como mortos de fome em janela de restaurante fino, os outros saborearem nosso prato predileto. Podemos resgatar o que ficou lá, mas também podemos receber um benefício proporcional, todavia podemos parar de sermos despejados de nossas casas, porque não temos dinheiro para pagar a Carim. Isto é uma vergonha para uma instituição como o Banco do Brasil, que gasta fortunas na mídia tentando vender uma imagem de segurança, seriedade e respeito ao cliente, quando ao mesmo tempo pisoteia em seus ex-funcionários, tratando-os como se lixo fosse.
PARTE XII -Senhor Presidente, o cargo é seu, mas também a decisão de “ser”, ou de “estar” Presidente do Banco do Brasil e espero, juntamente com os milhares que me acompanham que o Senhor não seja apenas mais um que por aí passou, sem dizer “porque veio”.
Esta carta não é exclusividade do Senhor, é pública, é da internet. Somos organizados e ao mesmo tempo em que remeto ao endereço principal, ela circula por todos os blogs, jornais, revistas, sindicatos, partidos políticos, igreja e todo o círculo de amigos e colaboradores que possuímos, para que o País inteiro acompanhe a verdade, da qual ao menos nós não temos medo.
Ary Taunay Filho - Guaíba(RS) - Diretor da ANDEBB - Associação Nacional dos Demitidos do BB e Membro do Movimento Nacional dos Demitidos do BB.