PORTUGAL E AÇORES

terça-feira, 8 de maio de 2012

A gripe começa a ceder, depois de quatro dias de febre e mal estar. Agora cuido de não ficar com sequelas para evitar problemas na viagem de avião, tipo dor de ouvido e dor de cabeça. Mas acho que o pior já passou. Foi "das brabas" e não farei a vacina no momento.  Realmente deveria ter me vacinado mais cedo, em março ou abril. Não sei porque a campanha do governo inicia tão tarde.

Um passarinho (ou será uma passarinha) me contou que houve muita alegria  na Previ com a notícia de que eu iria viajar no período eleitoral.  Por que será ?  Fiquem tranquilos pois não vou quebrar a minha cara para dar colher de chá para as chapas que não apoio. Já declarei meu voto pela chapa 5, que tem um discurso de oposição e resistência à ganancia do BB afinado com o meu. Que tal o fato do candidato a diretor da chapa tres ser gerente da área de seguridade da Previ, ter o Sasseron como chefe  ? E mesmo assim desafiar a chapa sindical. Nessa toca tem coelho.


Já estive anteriormente em Portugal em quatro oportunidades.  Nos Açores é a primeira vez. Acima  a foto de Horta , na ilha do Faial.

A  viagem foi toda organizada por mim pela internet, da maneira mais ecoômica possível. Estarei viajando com milhagem da TAM. Consegui trinta mil pontos por trecho, mas tive que batalhar bastante com seis meses de antecedencia. Mesmo assim não consegui o retorno na data que queria, 31 de maio, último dia da baixa estação. Para essa data a TAM exigia nada menos que cem mil pontos argumentando que a demanda era elevada e tinham instiuído uma nova política de flexibilização das milhagens. Senti-me lesado.

Dia 13 de maio vou a Fátima - é a data comemorativa do milagre do sol.   Depois vou para o Porto, Évora, Caiscais, Lisboa e Horta, na ilha do Fayal, nos Açores.  Retorno e vou a Madri, San Sebastian, Espanha, Lourdes, Bordeaux e Paris, na França.

Tenho para mim que uma viagem de turismo, especialmente para o exterior, tem que ter vários componentes para valer a pena, pois o custo benefício, por mais que a gente aperte, é sempre dispendioso.

Na que vai iniciar sábado pela Tap, parceira da Tam, direto de Porto Alegre, valorizei vários fatores.  Primeiro, tem que ser uma viagem de lazer, não pode ter sobressaltos, nem correrias, nem madrugadas, que não tenho mais idade para tal.  E´ uma viagem para valorizar momentos, vivencias, situações.Uma viagem ligth, tanto quanto possível.

Segundo, tem que adicionar cultura, quer histórica, quer literária, quer artística, quer econômica.

Terceiro, tem que ter um componente místico/religioso.  Estou na idade de pensar em coisas espirituais e filosóficas, para me fortalecer mentalmente. E necessito de energia extra, que somente é possível extrair em determinados lugares do planeta e em determinadas ocasiões.

Quarto, e último, tem que ter um aspecto sentimental e emocional. 

Tudo isso está contemplado em minha viagem.

Hoje vou comentar apenas um ponto.  Ana, minha esposa, é bisneta do presidente Manuel de Arriaga, republicano e liberal, que presidiu Portugal , de 1911 a 1915, cujo centenário de governo foi comemorado no ano passado.  Manuel de Arriaga nasceu em Horta, nos Açores, e lá foi inaugurado um museu na casa onde ele nasceu e viveu seus primeiros anos, o Solar dos Arriaga, que pretendemos visitar. Nessa ocasião foi editado um livro notável, da lavra de Joana Freitas, uma fotobiografia da altura do homenageado.

Os açorianos foram os fundadores e povoadores de Porto Alegre. Aqui chegaram faz 260 anos.  A minha família Medeiros também teve origem nos Açores, porém na ilha de São Miguel.

Manuel de Arriaga está enterrado em Lisboa, no Panteão da Pátria, um belo edifício perto da feira da ladra, que também está em nosso roteiro. O nome da feira me faz lembrar de alguma coisa ...

Os Açores são nove ilhas que ficam  cerca de 1.500 quilômetros de Lisboa e a viagem de avião dura tres horas. E´ um velho sonho meu visitar a terra de nossos ancestrais, toda de origem vulcânica, onde a educação, a cultura e a arte são bastante valorizadas.

Sei que vou me emocionar.





17 comentários:

Manoel Sales disse...

Lá atrás, quando comentastes sua futura viagem a Portugal e outros Países Europeus pedi que troussesse para mim de Portugal uma garrafa de azeite de oliva extra virgem prensado a frio, e de outro País cujo nome não lembro no momento me troussesse uma garra de vinha à base de uva cabernet. Brindaeiras à parte faça uma boa e proveitosa viagem conjuntamente comum BOM retorno.

Paulo Beno e Leda disse...

Dr.Medeiros e leitores :

Mas Báhhh tchê ! O tal de AMIR, canditado na Chapa 3 é mesmo 1 dos 7 Gerente do Sasseron !
É do Atendimento ("GERAT") do Sasseron, cara ! e na publicidade do site deles ainda erraram e disseram que é "Geral Diretoria de Seguridade..." que coisa...

Dr. Medeiros,
Te desejamos uma boa viagem, bons passeios e bom e breve retorno .

Grande Abraço.
Paulo e Leda Goellner
Carazinho (RS)

Anônimo disse...

Tudo bem, Medeiros? Faça uma ótima viagem.Meu irmão caçula, Daniel, mora nos Açores, na Ilha de São Miguel. Minha mãe, meu outro irmão e uma das minhas duas irmãos já foram visitá-lo, mas eu ainda não tive esta oportunidade. De qualquer forma, sempre vejo as fotos, e o lugar é lindo e muito interessante.
Já visitei meu irmão, em 1992, mas na época êle vivia em Vila Nova de Famalicão, na região do Porto.
Infelizmente, Daniel está sendo obrigado a retornar ao Brasil, por conta da grave crise que Portugal atravessa. Êle é proprietário de laboratório de prótese, onde é o protético principal, e ainda participa, como músico, de 3 bandas, tocando teclados em uma, bateria em outra e contrabaixo na terceira.
Mas a crise estancou as festas (o correspondente lá aos bailes daqui), e, na falta de dinheiro, os tratamentos dentários também são postergados. Uma pena. Ele voltará em setembro.
Mas aproveite bem. Estou com uma "inveja" danada...rs.
Grande abraço e fique com Deus.

Nascimento.

Anônimo disse...

TEM NOVIDADADE NO SITE DA PREVI SOBRE REESCALONAMENTO DOS FUNCIONÁRIOS APOSENTADOS DO BB. É RI PARA NÃO CHORAR.

Tunin disse...

Que você tenha uma feliz viagem e que a gripe possa ter ficado por cá.
Abração.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Vacinação contra gripe é marcada conforme a chegada do virus no Brasil, não é marcada aleatoriamente, em março talvez a vacinação fosse na China

Grande abraço

Profº Ari Zanella disse...

Prezado Dr. Medeiros,

Que nesta sua viagem ao velho continente seus olhos contemplem as belezas naturais e sua alma respire toda a religiosidade de nossos ancestrais. Brevemente, farei o mesmo, mudando o destino para minha dolce Itália que desejo conhecer "do cano à sola da bota", com direito a uma "esticada" à Inglaterra das rainhas e das princesas.
Boa viagem e bom retorno, caro amigo!

Anônimo disse...

Sr. Dr. Medeiros,

Existe a possibilidade de o patrocinador retirar valores da Reserva de Contingência e mesmo dos valores que constituem o Capital do Plano de Previdência 1?

Anônimo disse...

INPC Abril 0,64% acumulado 5,10

Anônimo disse...

Pessoal, mais uma das respostas carimbadas da nossa tão estimada Previ.

Senhor Josue,

Os contratos de Empréstimo Simples já são remunerados pelas menores taxas permitidas pela legislação ÿs Entidades de Previdência Complementar (EFPC¿s), atualmente compostas pelo INPC (ÿndice atuarial), mais juros (5% a.a.), que são as taxas atuariais mÿnimas.

Os encargos financeiros cobrados nas operações de Empréstimo Simples não poderão ser inferiores a taxa mÿnima atuarial do respectivo Plano de Benefÿcios, acrescido do valor correspondente ao custo administrativo e operacional da Carteira, conforme a legislação vigente.


O Benefÿcio Especial Temporário (P350) é um benefÿcio especial proveniente da destinação do superávit acumulado do Plano 1 e não possui prazo determinado para pagamento. Esse benefÿcio será pago enquanto houver saldo suficiente no Fundo de Destinação da Reserva Especial de Participantes criado com essa finalidade especÿfica.
As margens consignáveis demonstram a capacidade de pagamento dos participantes e pensionistas e são calculadas mensalmente, com base nas verbas de proventos e consignações que transitam na folha de pagamento.

Assim, a PREVI utiliza esse critério de capacidade de pagamento para definição dos limites individuais para contratação de empréstimo simples e financiamento imobiliário. Por se tratar de operações de longo prazo com participantes a PREVI não considera o Benefÿcio Especial Temporário (P350) no cálculo das margens consignáveis para evitar eventual comprometimento da capacidade de pagamento dos aposentados e pensionistas quando cessar o crédito dessa verba transitória.


Por falta de amparo regulamentar, não é possÿvel realizar o crédito de proventos em outro banco.

Para sua compreensão, transcrevemos o artigo do Regulamento do Plano de Benefÿcios 1, que trata do assunto:

;Art. 61. Os benefÿcios e rendas de que trata este Regulamento - ressalvados os casos de resgate de reserva em parcela única - serão pagos em prestações mensais e consecutivas, pelo prazo de duração do benefÿcio, no mesmo dia em que o patrocinador Banco do Brasil S.A. fizer o pagamento dos salários de seus empregados.

§ 1º - Os pagamentos devidos pela PREVI em decorrência deste Plano de Benefÿcios serão efetuados por meio das agências do Banco do Brasil S.A, na forma definida em norma interna da PREVI.;

Permanecemos ÿ disposição.

LEANDRO DE SOUZA DIAS
Gerência de Atendimento
PREVI

O retorno desta mensagem não é monitorado. Caso necessite respondê-la, encaminhe sua mensagem por meio da seção Fale Conosco, opção Participante.

----------------------------------------------------------------------------------------------



Data: 07/05/2012 13:32:57
Assunto: Empréstimo Simples
Tipo: Sugestão

Mensagem:
Senhores,
Com a recente baixa nos juros por determinação presidencial, o BB e a CEF acenaram, para atrair mais clientes com empréstimos favoráveis e aos correntistas, facilidades para emprestar e renegociar dÿvidas.
Pois bem, infelizmente não são todos que podem beneficiar-se com essas ofertas para, principalmente renegociar dÿvidas, por ter o ;nome sujo; no CCF, Cerasa etc.
Pergunta 1: Voces irão seguir determinação presidencial para baixar juros?
Pergunta 2: Porque voces não permitem que aqueles que utilizam do ES possam ter no BET um aumento de margem consignável?
Pergunta 3: Quando voces permitirão que os assistidos possam ter liberdade de escolher o banco para receberem seus proventos?

Matrÿcula: 5958400
Nome: JOSUE JORGE JUNIOR
E-mail: josue-jorge@hotmail.com

Obs: Não sei porque fui perder tempo de escrever a eles.

WILSON LUIZ disse...

Os salafrários que engendraram a famigerada renda certa fizeram escola...
Está sendo investigada, no Tribunal de Justiça de São Paulo, denúncia de pagamentos indevidos a magistrados e servidores, em valores que vão de 100 mil a 1 milhão e meio de reais.
É a "lei de Gerson" se infiltrando na sociedade, de alto a baixo.

Anônimo disse...

Sr. Medeiros,

Se ainda nao percebeu, a vida é pura ilusao, Maya, como diria um seguidor do Hare Krishna. Essa viagem logo estará no passado e a unica coisa que fica é uma memória sem cheiro, sem cor, sem sabor, brisas, frio ou o brilho caliente do sol. E assim aconterá conosco em relaçao aos anseios e Mayas despertados pelos nossos candidatos a PREVI. O todo poderoso é o BB, que precisa da nossa PREVI para fazer caixa e incrementar seus lucros. Por isso, um conselho, procure nao se emocionar porque mais tarde poderá se julgar um tolo.

Medeiros disse...

Sinto muito não concordar com você, colega. Sempre fica alguma coisa contigo de vivencias numa viagem para o resto dos dias. Acordar no hotel do Cairo, ir na janela, e deparar com as pirâmides do Egito na sua frente, vencendo a névoa da manhã; a sensação da neve pela primeira vez em Bariloche; o chope de litro das tabernas de Munique; a meditação em Macchu Picchu; a mesquita de Omar, o Muro da Lamentação e a Igreja do Santo Sepulcro em Jerusalem, brincando com os netos na Disneyworld, o sol da meia noite num passeio de barco por Estocolmo, etc, etc. Não é ilusão. Foram momentos mágicos. Para sempre... Lamento que você não pense assim... A vida seria melhor e melhor, como canta o Gonzaguinha.

Anônimo disse...

Caracoles!!! A coisa tá ruim, mesmo! Eu não estou conseguindo visitar nem uma "prainha" tupiniquim!!!

Anônimo disse...

Concordo com você, grande Dr.Medeiros...

Uma viagem, sair da rotina, etc, como não seria bom para qualquer pessoa?
É revitalização, respirar um ar puro, refletir de um ângulo diferente sobre seu habitat, seu dia a dia...
Então, ao voltarmos, nossa alma, nossa disposição para enfrentarmos as situações que nos rodeam terão energias renovadas...

Uma Boa Viagem...e um Grande Abraço!

Janone.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,
Com todo respeito que o senhor merece. Tenho-lhe muita consideração, mas o anonimo de
10 de maio de 2012 08:02 tem toda razão. Como disse SÃO PAULO tudo nesta vida é vaidade, e ainda hoje estava exatamente conversando isto com minha esposa. Grande coincidência. Alguém que fez uma longa viagem para o exterior, daqui há pouco, isto tudo ficou no passado e é igual a quem nunca foi. O que vale é simplesmente o presente, pois o passado não ponho as mãos nele mais, assim como o futuro. não sei se o atingirei.
Desculpe-me pela minha opinião. Tenho 59 anos.
Abraços
Um anônimo que o admira.

Anônimo disse...

Aquele que tem passado, tem histórias para contar no presente e no futuro.
O que é um homem sem história ?
Teve um triste passado, agora só restam lamentos.

Viagem é cultura !É emocionante !

Boas viagens!