DIRETOR MARCEL DA PREVI

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Conforme informei numa postagem anterior, me encontrei com o diretor Marcel na reunião, muito oportuna, que a PREVI promoveu no Rio de Janeiro no dia 31 de julho.

As perguntas a respeito do que conversamos foram inúmeras no blog e nos emails.

Vou fazer algumas observações que considero importantes extraídas do diálogo cordial que mantivemos na ocasião.

O diretor Marcel me questionou a respeito de duas colocações que eu fiz no meu blog.  A primeira sobre a sua indicação para a VALE ter partido do Banco do Brasil, o que representaria de certo modo uma perda de sua independência perante os assuntos de interesse do banco. Igualmente sobre a sua remuneração como conselheiro da VALE, acima de quarenta mil reais, o que não é verdade, pois pelo limite imposto ao pessoal da ativa, seus honorários na VALE ficam em torno de quinze mil reais. Fica aqui, portanto, a retificação.


Expliquei para o diretor que minha afirmativa sobre a indicação dele para a VALE é de que a diretoria de participações da PREVI está afeta a diretor indicado do Banco do Brasil e que a homologação dessa indicação pelo conselho deliberativo, necessária, só acontece com os votos dos conselheiros indicados pelo BB, sendo ineficientes os votos exclusivos dos conselheiros eleitos.  Portanto, depende do BB a indicação pela área afeta a ele e a homologação no conselho, onde tem o voto de minerva. E´ a  minha opinião.

Falou-me também o diretor Marcel que discordava da minha colocação a respeito do salão construído recentemente no Sauípe, onde será realizado o sorteio da Copa.  Perguntou-me se eu já estivera lá no complexo hoteleiro do Sauípe. Falei que sim, mais de dez vezes. Uma vez a lazer e as outras a serviço do conselho fiscal da Previ ou para participar do encontro de conselheiros, e que nunca apreciei Sauípe, tendo produzido inclusive um relatório desfavorável a respeito dos erros e irregularidades do complexo. O diretor Marcel falou que nunca esteve em Sauípe, mas que vem acompanhando os esforços da atual diretoria para melhorar a situação financeira do complexo e que as instalações que serão inauguradas dia 22 deste mes, se não me engano, foram construidas não para a Copa do Mundo, mas para aparelhar o complexo hoteleiro.  Disse-lhe que minha opinião continua negativa e pessimista, mas que estou disposto a mudar caso seja convidado para visitar de novo Sauípe e me certificar concretamente das melhorias. Despesas naturalmente não por minha conta.  O convite até agora não chegou. E acho que nunca chegará !

Sobre o BET falou-me que a decisão sairá no final do ano, mas no momento a situação era de déficit por causa da bolsa de valores em baixa (estava a 47.000), e que lamentava não ter sido convidado para a reunião da FAABB em Xerém pois desejava debater sobre o teto de benefícios.

Falando nisso o prazo fatal para implantar não era no dia 10 de agosto ?

Disse para o diretor Marcel que o blog está sempre a sua disposição para esclarecer posições, para debater, para informar, para discordar, para o que desejar, no espírito democrático que sempre adotei.

E, por fim, renovo os meus cumprimentos pela realização da reunião prévia na Previ sobre 1/3 do imposto de renda. Outras reuniões similares deveriam acontecer lá também a bem da transparência e de uma comunicação mais eficiente na PREVI.




27 comentários:

Anônimo disse...

É muito blá blá este Diretor Marcel !

Estamos devendo, precisamos comprar remédios, precisamos comer melhor, precisamos ter a nossa vida digna que o NOSSO dinheiro pode proporcionar. Nós fizemos por merecer isto !

Cadê a nossa participação no Superavit ? E o Banco vai ou não vai devolver os 7,5 bilhões que nos roubou. Que belo lucro heim ?
Que pessoal competente heim ?
E o empréstimo PREVI que quanto mais pagamos, parece que ficamos devendo mais !!!
Chega ! ou saí o nosso ou tiramos todo mundo de lá.
Sete de Setembro está chegando !!!
Vou adiantar que muita coisa está preparada ! Os dirigentes da Previ que se cuidem. o Banco também !
Que este comentário não seja barrado, para que os engraçadinhos não digam depois que não foram avisados! Paciência tem limite !

CHEGAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!

Anônimo disse...

É ! Pois é! Sauipe foi, é, e parece que será sempre paradigma das administrações e conselhos da Previ.
E.T. O que faz um conselheiro em empresas - Vale p.ex. -? O que produz? Qual a formação necessária?

Anônimo disse...

NÃO ESTOU OFENDENDO NINGUÉM SOMENTE GOSTARIA DE SABER SOBRE AS PROMESSAS FEITAS E NÃO CUMPRIDAS PELO SR MARCEL . NINGUEM FALA MAIS NADA ????

ALBANO disse...

Quem tem a ação “ 1/3 do Imp. Renda” na ANABB que já transitou em julgado?
A verba CP72 – IRRF 1/3 PREVI continua sendo descontada?
Já consultou a ANABB sobre a possibilidade de cessar os descontos, já que o mérito da ação já transitou em julgado e a manutenção do desconto é desnecessária e injusta?
Eu já consultei, e obtive a seguinte resposta : “Prezado Antônio, a verba CP 72 trata-se de medida judicial que visa garantir a execução da sentença por meio de depósito em juízo dos valores de IR questionados sobre o complemento de aposentadoria da PREVI, correspondente ao que já foi tributado sobre as contribuições no período de 1º de janeiro de 1989 a 31 de dezembro de 1995. Dessa forma, uma parte (1/3) do imposto de renda que já é retido na fonte mensalmente (Verba CP 75) sobre a verba P300 - PREVI Benefício, não será repassado à Receita Federal em razão do depósito em juízo (tutela antecipada). Salientamos que não se trata de cobrança adicional em seu espelho, ou seja, apenas uma parte do IR descontado não será recolhido à Receita Federal, sendo depositado em conta judicial para resguardar o pagamento futuro. Agradecemos o seu contato.”
O quê??? Como assim???? Continuam descontando para resguardar o pagamento futuro???? Quer dizer..... GANHEI, TRANSITOU EM JULGADO, mas ainda mantém o desconto para garantir o pagamento futuro????
Por favor, me ajudem a entender isso, já que acredito que o normal seria cancelar os descontos à partir do trânsito em julgado, e esperar os cálculos para liquidar a sentença.
Efetuei alguns cálculos, “a grosso modo”, caos a liquidação demore ainda uns dois anos e vamos supor que o desconto mensal seja de R$200,00:
24 meses de descontos a mais x 200,00 = 4800,00
2 parcelas de 13º (200 x 2) = 400,00

Total 5.200,00

Como o escritório de advocacia cobra 10% de honorários, quando houver a liquidação ele estará “cobrando” a mais (de valores que não deveriam ter sido descontados) 520,00 (quinhentos e vinte reais).
Quantas ações já transitaram em julgado??? Quantos beneficiários nessas ações??
Afinal, a ANABB defende os interesses dos associados ou do escritório de advocacia????

sss disse...

Dr. Medeiros, com todo respeito à sua pessoa, mas parece que o senhor não aproveitou a oportunidade devidamente uma vez frente ao senhor Marcel para questionar assuntos de grandes prioridades, dentre os quais a distribuição do superávit que está encalhado. Acaso está gerando juros para alguém? Ou foi incluído no balanço do banco ajudando no astronômico lucro do primeiro semestre do ano em curso?

Medeiros disse...

Colegas,

Peço o obséquio de moderarem eventuais críticas. Não publico ofensas nem palavras grosseiras. Tenho excluído vários comentários nesse sentido. Solicito a compreensão de todos. E´ possível divergir sem ofender. Caso contrário se torna inviável postar assuntos de ordem pessoal no blog. Vamos colaborar.

Anônimo disse...

Muito bem dr. Medeiros, é preciso educação antes de mais nada. Insulto e agressão não resolve nada. E´ barbárie. Vide os excessos nos protestos.

Acho difícil o convite para o Sauípe. Eles também são radicais. Não querem opinião sincera e honesta como a sua.

Parabens para a linha que adota no blog. Por isso sou seu admirador de longa data.

Anônimo disse...

Caro Medeiros,

A verdade deve preponderar. A retificação na questão dos honorários do diretor Marcel na VALE valeu. O senhor é uma pessoa direita.

Gostaria que o doutor fosse ao Sauípe. Sua opinião sobre as reformas seria de grande valia.

Abraços

Rubens

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

O senhor é bruxo. A bolsa continua subindo , hoje subiu mais e encostou nos 51.000. O BET vai continuar.

Sou seu fã também.

Álvaro - BA

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Não é ofensa eu falar que vou protestar no dia 7 de setembro contra a falta de cumprimento das promessas de campanha pela diretoria da Previ e em especial pelo diretor Marcel. Vou protestar nas ruas. E´ o que eu acho que todos os descontentes deveriam fazer. Sou contra o alto teto dos benefícios, sou contra que os diretores da Previ sejam conselheiros de empresas participadas, sou contra os investimentos improdutivos como Sauípe, sou contra as apropriações indevidas do BB e a pouca resistência dos diretores eleitos, etc., etc. Por causa disso tudo eu vou protestar nas ruas e aproveito para protestar aqui também. Com educação, mas protesto.

Medeiros disse...

Obrigado pela mudança de linguagem nos comentários e pelos cumprimentos ao blog. Falando nisso quem sabe aumenta o número de seguidores. Gosto do 4 e o número 444 é mágico, mas já está na hora de avançar para 450.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Enquanto mantivermos cerimoniosos, com bons motos e ética para criticar ou cobrar dos diretores da Previ o que nos é de direito, jamais seremos ouvidos. O máximo que poderemos receber como resposta é um documento formal e educadamente escrito com a intenção maldosa de nos convencer e nos fazer desistir de nossos pleitos.

E a propósito de modos ofensivos a honra das pessoas, permita-me lembrar que não foram os manifestantes ordeiros, educados, silenciosos, cerimoniosos a quem o Governo, a presidente Dilma, deu ouvidos, nas manifestações de rua, não.
O sucesso do movimento deveu-se aos baderneiros!!!
Aliás, já faz um bom tempo, mais de oito anos, que nós, assistidos da Previ, vimos educadamente pedindo a diretoria da previ para nos atender. E ela, educadamente, durante esse mesmo tempo, só vem nos dizendo que não temos direito algum a reivindicar. Por isso, temos que mudar os métodos de pedir, visto que a diplomacia não tem surtido efeito nenhum.

Respeitosamente.

Anônimo disse...

O Marcel tá com a cara "azeda" na foto. Vai ver que é por isso que nos abandonou.

Anônimo disse...

Dr. Medeiros,

Como não sou muito letrado, gostaria que tirasse uma dúvida sobre o texto abaixo.

"Sobre o BET falou-me que a decisão sairá no final do ano, mas no momento a situação era de déficit por causa da bolsa de valores em baixa (estava a 47.000), e que lamentava não ter sido convidado para a reunião da FAABB em Xerém pois desejava debater sobre o teto de benefícios".

Essa decisão prevista para o fim do ano se refere a possível perenidade do BET?

mariano branquinho disse...

Obrigado Dr. Medeiros, sobre a informação da ação P-220. abs. Mariano Branquinho

mariano branquinho disse...

Obrigado Dr. Medeiros, sobre a informação da ação P-220. abs. Mariano Branquinho

Anônimo disse...

Sidnei Camargopublicou emFuncisBB
Perolas da CABB - Este atendimento foi ontem 13/08
Cliente: Rapaz, quero que vc atenda minha filha..
Atendente - Nâo é possivel sra. por motivo de segurança, só podemos atender o titular da conta.
CLiente - É que ela que faz tudo pra mim, tem minha procuração.
Atendente - Sim, mas mesmo com procuração, não posso atende-la, pois só pode ser verificada na agencia.
CLiente - (Insistiu muito e provocou a resposta)
Atendente - Sra. não há como eu verificar sua procuração por telefone, a sra concorda?
Cliente - Ah é verdd, mas passe uma senha pra minha filha, pra ela fazer uma transferencia pra mim.
Atendente - Sra. ela deve liberar a senha na agencia.
CLiente - Em qual agencia?
Atendente - Na agencia de relacionamento.
CLIente - O que é agencia de relacionamento?
Atendente - Na agencia do BB na qual ela tem conta.
CLiente - Ah tá, mas ela não tem conta no BB, eu quero que vc dê uma senha a ela, pra ela fazer uma transferencia do banco dela pra minha conta no BB.
Atendente - Ah sim, entendi... qual o banco dela?
CLiente - Santander
Atendente - Então, sra. peça para ela entrar em contato com a agencia do banco santander e pedir q elas liberem uma senha para ela fazer a transferencia .
CLiente - Mas, é pra ela fazer uma transferencia pra mim q sou cliente do Banco do Brasil.
Atendente - Sim, sra. Entendo, porém ela não é cliente do BB .. então ela tem q fazer a transação por meio do Santander. pede pra ela entrar em contato com eles, por favor..

Fala pra mim... dá pra aguentar isso?
Veja isso Dr Medeiros, pois é assim que são tratados os clientes do BB Que horror!

Medeiros disse...

Sobre o BET, acho que será decidida a continuidade em 2014, não a perenidade.

Sobre modos, acho que no blog não pode haver insultos nem agressões pois existem responsabilidades.

Sobre 1/3 imposto de renda, acho que a ANABB deve fornecer explicações mais amplas sobre cálculos e sobre prescrição.

Anônimo disse...

Gostaria de fazer dois comentários:
Primeiro concordo com o anônimo 22:33
no que se refere aos modos de manifestação pois é a violência que está assustando e não a turma dos comportados que andam pelas ruas como se fosse um desfile.Infelizmente.
Referente a matéria publicada hoje no site da Previ "Dicas para uma boa aposentadoria" gostaria de dar a minha dica: Fazer um plano de previdência somente quando tiver garantia total do que for contratado sem mudanças prejudiciais as vésperas da aposentadoria e que trate de forma igual aqueles que reunam condições idênticas.Com essas garantias a aposentadoria será ótima, proporcionará tranquilidade no fim da vida depois de tantos anos de trabalho e não será um inferno sem fim para quem já não tem cabeça para isso.Uma crueldade.

Felipe disse...

E a PREVI atrasando novamente os contra-cheques.

Anônimo disse...

Quem sabe se a Previ cumpriu o que a PREVIC determinou sobre teto dos benefícios. O prazo de sessenta dias já passou.

Anônimo disse...

Consta no site Abraprev

Previdência privada não pode fazer discriminação entre segurados do mesmo plano

previdencia-privada-nao-pode-fazer-discriminacao-entre-segurados-do-mesmo-plano Não é possível, em plano de previdência privada, a instituição de abono somente para os participantes que já se encontram em gozo do benefício, ao fundamento de que houve superávit. Com esse entendimento, a Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) anulou decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), para que a corte prossiga no julgamento da apelação de uma segurada contra o Instituto Portus de Seguridade Social.

Anônimo disse...

Caro dr. Medeiros,

O bom de seu blog é que você participa ativamente dos acontecimentos, não fica atrás de um computador, é protagonista.

Suas informações são quentes e honestas. Retificar é ser justo.

Tomara que lhe convidem para ir ao Sauípe. Gostaria de ler suas impressões a res´peito da situação atual do empreendimento.

Quanto ao BET temos que esperar mais um pouco. A bolsa está reagindo. O lucro do BB foi bombástico.

Parabéns pelo blog e por nos manter atualizados. Nosso grupo do BB todo segue o blog.

Anônimo disse...

Antes de tudo eu também concordo com o anônimo das 22:33.Nos estamos Massacrados, humilhados. os diretores São eleitos para administrar nosso dinheiro, para todos nos tenhamos uma velhice com qualidade de vida. Mas, estamos sofridos necessitados, humilhados a inflação comendo o pouco que resta de nosso salario. Quem concorda com o anônimo das 22:33. comentem ....

Anônimo.

Anônimo disse...

Também penso que os baderneiros tiveram uma participação importante na repercussão das manifestações.

Da mesma forma, nossa forma educada de reclamar, procurando o diálogo e entendimento, também não está dando resultado.

Não sou por ofensas e nem por insultos gratuitos e desnecessários, mas pela firmeza e determinação nos contatos com a PREVI e os diretores.

Por exemplo, o fato de o Marcel se mostrar nervoso e irritado com as cobranças das promessas não cumpridas, não deve nos interessar em nada, ele que fique nervoso no canto dele o quanto quiser. Pode até quebrar a televisão da sua casa, mas tem que nos ouvir e, educadamente, nos atender.

Nenhum favor está nos prestando por isso.

Se ele não tiver controle emocional para administrar essas nossas cobranças, tá danado então, comprova que está no lugar errado.

Pelo que o Medeiros falou, pelo menos na conversa dos dois, não houve nervosismo dele. Acho que andou exercitando a paciência.

Mas, fica aqui de novo uma cobrança: o que é do superavit apurado em dez/2012? Estou louco atrás dele, precisando demais.
Prá ontem.

E só prá terminar, quinze mil da Vale não é pouco não, é dinheiro demais prá pouco trabalho.
Lydio

Anônimo disse...

"Não podemos dormir tranquilos enquanto houver crianças que morrem de fome e idosos que não têm assistência médica."Palavras do Papa

edsomn disse...

Referente ao BET, na minha opinião no final será incorporado tenho certeza que essa diretoria tem disposição para isso e que será um alivio para todos.